Brasileiros pelo Mundo > Neymar

A revolta de Neymar: camisa 10 seleção rebate críticas e faz polêmica afirmação sobre seu futuro

Jogador soltou os carrochos em cima das críticas que sofre por ir em festas e baladas

Neymar falou sobre deixar a vida em campo pela Seleção Brasileira
Neymar falou sobre deixar a vida em campo pela Seleção Brasileira

Saiba como Neymar quer ser lembrado após se aposentar do futebol e como o jogador vê as criticas que recebe pela fama de baladeiro

A temporada 2021-22 de Neymar tem sido uma das mais polêmicas de sua carreira, desde quando o jogador apareceu acima do peso antes da pré-temporada às suas atuações abaixo da média pela Seleção Brasileira e pelo Paris Saint-Germain. O extracampo do jogador também anda muito conturbado, com diversas críticas que fizeram com que o jogador falasse que não é respeitado e repensar seu futuro com a camisa amarelinha após a Copa do Mundo de 2022.

E nesta semana houve um novo capítulo polêmico para a coleção do jogador, quando afirmou, em entrevista  ao canal Fui Clear, que muitas pessoas não sabem da vida dele e ainda assim o criticam, reforçando que as baladas e festas que ele frequenta não o impedem de ter um bom rendimento em campo.

Eu falo de respeito, porque a galera fala ‘ah, o Neymar não se cuida, o Neymar é isso, aquilo’. Então como você consegue ficar 12 anos no auge sem se cuidar? É complicado, ninguém consegue isso. Eles se baseiam em muitos momentos da minha vida. Eu fui para uma festa, conheci alguém muito famoso, e falam ‘o Neymar é baladeiro, faz muita festa’. Não, eu saio quando eu posso, saio quando dá. Eu tomo meu ‘negócio’ quando eu posso, quando sei que não vou ter nada no dia seguinte. Vou ter as minhas coisas, isso é óbvio”, comentou Neymar.

O camisa 10 da Seleção Brasileira ainda relembrou uma entrevista que deu em 2016, antes da Olimpíada do Rio, que causou polêmica por falar de ir numa festa. “Dei uma entrevista pela Seleção, antes das Olímpiadas que falei: ‘não vou deixar de ir na minha festa. Se tiver que ir, eu vou’. Qual o problema? Tem que cobrar pelo que eu falo dentro de campo, ali que eu permito falar. Agora, da minha vida cabe somente a mim. é impossível estar no auge há tanto tempo assim sem se cuidar. Eu tenho um fisioterapeuta e um preparador físico praticamente 24 horas por dia, pra quê? À toa? são essas coisas que às vezes acabam cutucando um pouco”, comentou.

Pensamento nas chuteiras penduradas

Em outro momento da entrevista, Neymar falou sobre o final de sua carreira, já que completará 30 anos em fevereiro, e revelou que quer ser lembrado como um jogador verdadeiro, mas não perfeito. “Eu quero que falam que fui um dos jogadores mais autênticos e verdadeiros que já existiu. Acho que são coisas que eu sou muito, não escondo nada de ninguém. É isso que eu procuro ser sempre dentro de campo. Vou dar minha vida pela Seleção Brasileira, pelo PSG ou qualquer time que eu esteja”, iniciou.

Em campo, às vezes acho que me transformo, quero ganhar de qualquer jeito. Tenho meus erros, óbvio. Já errei muito mais. Se pudesse mudar algumas coisas, óbvio que tomaria outras atitudes. Mas a maturidade vai vindo aos poucos. Não quer dizer que com 30 anos eu esteja perfeito, maduro. Óbvio que às vezes eu tenho vontade de falar: ‘vocês não me conhecem direito para estar falando de mim dessa forma, mas quem sofre mais com isso é minha família, meus amigos. Mas isso é normal, o julgamento sempre vem primeiro. Para matar a resposta, que minha história seja feita”, concluiu Neymar.

Neymar foi convocado pelo técnico Tite nesta sexta-feira e estará junto da Seleção Brasileira nas Eliminatórias da Copa nos jogos de novembro, contra Colômbia e Argentina, dias 11 e 16 do próximo mês, quando a seleção canarinho busca selar de vez a vaga para o Mundial do Catar.

Mais notícias do futebol brasileiro:

Os milhões que os clubes europeus terão de pagar por Raphinha fazem ser mais valioso que Neymar?

UEFA despejaria esse milhões para CBF aceitar jogar a Liga das Nações, que seduz Tite e jogadores das Seleção Brasileira

Wesley Alencar

Jornalista desde 2017, formado pela Universidade São Judas Tadeu, e atuante como redator desde 2015. Passagens pelas rádios Max FM Cotia e Meteleco.net, além de outros portais de esportes e entretenimento. Cubro as principais informações de Flamengo, Palmeiras, São Paulo e Corinthians.+ info

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias