Série B

O gás que faltava; entenda por que o Vasco está tão confiante no acesso

O cruzmaltino está encostado no líder Cruzeiro

Mauricio Souza
Mauricio Souza

Os vascaínos estão ainda receosos com o comando de Maurício Souza a frente da equipe profissional que ambiciona retornar a Série A esse ano. Mas nas paredes de São Januário a confiança é enorme, o grupo parece já estar adaptado as filosofias de jogo de Mauricinho e alguns jogadores destacam a qualidade do jovem treinador, “era o gás que faltava” revela uma fonte.

Mais notícias da Série B:

Aporte da SAF já acabou; Vasco entra em desespero por falta de dinheiro; saiba mais

O lateral-esquerdo Edimar tem sido um dos que mais se animaram com os treinos de Mauricinho no CT Moacyr Barboba. O contestado lateral se tornou peça fundamental na boa fase vascaína, “Acho que tenho sido muito regular desde que cheguei, alguns são mais cobrados e outros menos. Minha evolução eu ligo também à crescente do time, estamos fazendo jogos bem mais compactos”.

O defensor ressaltou o equilíbrio da defesa nos últimos jogos, e relembrou do trabalho deixado por Zé Ricardo, “Deixo a menção também para o Zé Ricardo, não é fácil montar um time em poucos meses. Hoje o Vasco defende com todo mundo e, quando precisa atacar, todos estão ali. Estamos mais juntos um do outro. Divido o mérito com os companheiros”.

“A nossa matemática tem sido jogo a jogo, claro que se distanciar cada vez mais do quinto colocado dá tranquilidade para trabalhar. Esperamos atingir no primeiro turno pelo menos 35 pontos, olhando a média dos últimos campeonatos”, afirmou o lateral que mesmo com a boa fase não se iludiu com o principal objetivo em 2022, “O primeiro objetivo, que é subir, e depois pensar no título também”.

Sem vaidade em prol do Vasco

Edimar afirmou que o atual elenco do Vasco está disposto a seguir lutando para colocar o clube no lugar que ele merece, “Trabalhamos com a confiança de que tudo daria certo. Estamos trabalhando desde o início essa linha defensiva, acho que com um conjunto defensivo forte atacar fica mais fácil. Pec, Figueiredo, Nenê, Raniel, Getúlio e todos lá na frente estão se doando muito. Aqui temos jogadores desprovidos de vaidade em prol de colocar o Vasco na primeira divisão”, completou.

Mais notícias do Futebol brasileiro:

"Segunda pior notícia da minha vida", diz jogador devastado; saiba mais

Jorge Dias

Jornalista formado pela Universidade P. Mackenzie em 2013, mas atuo desde 2008 com textos esportivos. Já trabalhei no Diário Lance! como diagramador e jornalista, de 2010 a 2016. Escrevi para Surto Olímpico, Bola Parada, Torcedores.com e Punteiro Izquierdo.+ info

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias