Seleçao > Jogadores

Brasil x Argentina suspenso: Saiba qual foi a defesa da CBF para não perder os pontos do jogo

Anvisa impediu que o jogo ocorresse em Itaquera, no dia 05 de setembro

Para quem vai is pontos da partida que não aconteceu?
Para quem vai is pontos da partida que não aconteceu?

CBF entregou o relatório à FIFA falando sobre a suspensão da partida contra a Argentina, veja o que disse a entidade máxima do futebol nacional

Na última segunda-feira (13), a CBF enviou à Fifa o documento em que apresenta sua defesa para a partida suspensa entre Brasil e Argentina, no dia 05 de setembro, em jogo válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar, em 2022. Segundo o portal UOL, a CBF buscou demonstrar que não teve culpa na paralisação da partida, justamente no prazo final para as contestações. 

A AFA, a Associação de Futebol da Argentina, também mandou à FIFA um documento semelhante buscando não ser punida. Agora, os dois documentos serão anexados aos relatórios que a FIFA já tem sobre a partida para que assim ela defina qual será a decisão sobre a partida, se terá uma nova data, ou se haverá W.O.. Como a organização do torneio é da FIFA, apenas ela pode tomar a decisão.

A CBF já havia feito comunicado no dia do acontecido, lamentando o momento da ação da Anvisa na partida, que esperou a bola rolar para pedir a retirada dos jogadores da Argentina de campo. A CBF apontou ainda que ficou decepcionada com acontecimentos.

Confusão em Itaquera

A partida entre Brasil x Argentina foi paralisada com pouco mais de quatro minutos do primeiro tempo, após agentes da Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, e da Polícia Federal tentarem a retirada de campo de Emiliano Martínez, Cristian Romero, Giovani Lo Celso e Emiliano Buendía, por descumpriram normas sanitárias do Brasil, vindos da Inglaterra, e precisariam passar por quarentena de 14 dias para jogar no país.

Cerca de uma hora depois, o árbitro da partida, Jesus Valenzuela, decretou a suspensão da partida, por falta de segurança. Em nota, a Conmbeol e a FIFA deram responsabilidade da suspensão ao juiz do jogo.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias