Seleçao > Copas Internacionais

As exigências que prejudicarão a seleção brasileira de Tite para o jogo contra o Uruguai e que o Flamengo não pode fazer nada por Gabigol

Brasil enfrenta Uruguai no último jogo de outubro e pode ficar sem oito jogadores de forma inesperada; Flamengo segue sem Gabigol

Seleção brasileira pode ter nove desfalques contra o Uruguai pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo
Seleção brasileira pode ter nove desfalques contra o Uruguai pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo

A seleção brasileira se prepara para a última rodada de outubro das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022 no Catar, contra o Uruguai em duelo que acontece nessa quinta-feira (14), às 21h30 (horário de Brasília), na Arena da Amazônia, em Manaus, pela 12ª rodada da qualificação. Contra os uruguaios a situação pode ser inacreditável com a medida dos clubes ingleses de proibirem os jogadores convocados de jogarem a terceira rodada do mês.

Apesar de ser Data FIFA, a batalha entre clubes ingleses e a Confederação Brasileira de Futebol parece que não terá fim. Em setembro, os nove jogadores que foram convocados por Tite e que atuavam na Inglaterra foram proibidos de se apresentarem à seleção. A medida revoltou a CBF que conseguiu a liberação para outubro, mas a exigência de usar apenas em duas rodadas permaneceu, assim como aconteceu com a Argentina que teve seus quatro atletas “ingleses” fora do duelo contra a Bolívia, o terceiro do mês passado.

Assim, o Brasil perderia nove jogadores para o jogo contra o Uruguai, são eles os goleiros Alisson e Ederson, o zagueiro Thiago Silva, o lateral direito Emerson Royal, os meias Fabinho e Fred e Douglas Luiz, e os atacantes Gabriel Jesus e Raphinha. Mas com a permissão da FIFA e a persistência da CBF, a situação constrangedora de setembro não deve se repetir.

Como ficaria a escalação titular do Brasil sem os “ingleses”?

Caso Tite tenha apenas 16 jogadores disponíveis para o duelo contra o Uruguai, uma provável escalação teria Weverton; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Guilherme Arana; Edenílson, Gerson e Lucas Paquetá; Neymar, Vinícius Júnior e Gabriel Barbosa.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias