Seleçao > Brasileiros Pelo Mundo

Tite se esquiva de boatos sobre sua possível renúncia e Casemiro avisa: "Conversaremos oportunamente"

Tudo é desconhecido no Brasil após o anúncio da Copa América em seu país

Tite, atual técnico do Brasil.
Tite, atual técnico do Brasil.

A polêmica continua no Brasil, o fato de a Copa América 2021 ser disputada em seu próprio país não caiu bem na seleção nacional, devido à delicada situação de cobiça que ali existe. Os jogadores não entendem a decisão do Bolsonaro e da Federação. Apesar da vitória por 2 a 0 sobre o Equador, o foco é se os jogadores vão decidir não jogar o torneio, como tem se especulado nos dias de hoje. E se o seu treinador Tite vai deixar o cargo. Momentos difíceis quase uma semana após o início da edição do torneio continental de 2021.

Tite se posicionou ao lado dos jogadores após a decisão de jogar no Brasil. A relação entre a Federação e Tite já estava desgastada, mas com isso ainda mais. Há até rumores de que ele pode deixar o cargo antes do início da Copa América. O treinador vai esclarecer seu futuro no oitavo dia após a partida contra o Paraguai: “Você pode levantar qualquer hipótese, só peço que tome cuidado. Vou me explicar, sim, em um momento importante. Agora não. Não vou fugir da resposta. Estamos cientes de que existe um momento adequado para fazer as coisas certas. "

Enquanto ontem ele foi a uma coletiva de imprensa após o jogo contra o Equador evitando rumores sobre sua possível saída: "Estou fazendo meu trabalho normalmente. Sempre faço. Estou em paz comigo mesmo." A respeito da partida contra o Equador, ele disse que foi "muito difícil", pois enfrentou o "melhor ataque da competição" e ainda conseguiu fazer um grande número de finalizações.

Tem havido muitos rumores sobre Tite, de que se a Copa América fosse disputada, ele desistiria do Brasil?

Porta-voz da equipe Casemiro
Casemiro foi o outro protagonista após o jogo com suas palavras. Ele foi o primeiro jogador a falar com a mídia depois de oficializar a realização da Copa América em seu território. Tal como o seu treinador, a equipa vai pronunciar-se no dia 8 sobre o facto de jogar no seu país: "Vamos conversar. Tite explicou qual era a situação. O que Tite falou foi o que aconteceu, posicionamo-nos. No momento certo, nós vai falar ", disse o meio-campista do Real Madrid.

Os jogadores são totalmente contra serem anfitriões, devido à crise de saúde no Brasil: “Não podemos falar disso. Todos já sabem a nossa posição, mas não vamos falar. Tite deixou claro para todos. Mundo, qual é a nossa posição e o que achamos da Copa América ”. “Queremos falar e dar a nossa opinião (...) Quando alguém fala, fala pelo grupo, por todos os jogadores, com o Tite, com a comissão técnica. Tem que estar todos juntos”, disse. Nos próximos dias o futuro da Seleção Brasileira será conhecido nesta Copa América, por enquanto é tudo desconhecido.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias