Seleçao > Tite

Motivo pelo qual o Brasil esconde o onze titular com o qual o Chile será medido nas quartas de final

Brasil vai emfrentar ao Chile
Brasil vai emfrentar ao Chile

A Seleção Brasileira realizou nesta quarta-feira um novo treino de preparação para o jogo desta sexta-feira no Rio de Janeiro com o Chile pelas quartas de final da Copa América, na qual o técnico brasileiro, Adenor Leonardo Bacchi " Tite ", escondeu a sua possível equipa inicial.

O treinador apenas autorizou a transmissão pela internet dos primeiros minutos de treino, em que os jogadores apenas realizavam exercícios de aquecimento, e solicitou a interrupção do sinal quando se preparava para dividir a sua equipa entre os possíveis titulares e os reservas para o trabalho táctico opções.

Com a proibição da entrada da imprensa na Fazenda Comary, moderno centro de treinamento que o Brasil tem na região serrana do Rio de Janeiro, como medida preventiva contra a cobiçada pandemia, o acesso às práticas fica restrito a poucos minutos de imagens transmitido diariamente pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Tite treinador de Brasil

As imagens de hoje permitiram ao menos constatar que Tite teve 23 dos 24 convocados disponíveis nos treinos, desde o lateral-esquerdo Renan Lodi (Atlético de Madrid), que sofreu um “forte trauma” no quadril na partida domingo contra o Equador, foi a campo mas apenas para fazer um exercício diferenciado, separado dos companheiros.

A comissão técnica de seleção se absteve de excluir o time da lista convocada e chamar um substituto, mas sua presença na partida de sexta-feira é improvável, já que Lodi ainda está sob os cuidados de fisioterapeutas e até o momento não participou de nenhum treinamento.

Pelo contrário, hoje se estiveram presentes na prática, sem qualquer restrição, os defesas Éder Militao (Real Madrid) e Léo Ortiz (Bragantino), que não participaram no treino de terça-feira, o primeiro porque estava reservado para jogar três dos quatro partidas do Brasil na Copa América, e a segunda porque ele só entrou no time na véspera.

Apesar de Tite ter aproveitado quase todas as convocações nas quatro primeiras partidas da Copa América  a única exceção foi o zagueiro Felipe que teve de ser dispensado devido a lesão - pois queria testar jogadores e opções táticas, muito provavelmente o jogo com o Chile volta a usar a manchete que considera ideal.

Isso porque após três vitórias (3 a 0 sobre a Venezuela, 4 a 0 sobre o Peru e 2 a 1 sobre a Colômbia), Canarinha desistiu do empate de 1 a 1 neste domingo naquela que foi sua pior apresentação e na qual utilizou várias de suas teóricos alternativos.

Caso opte por mandar para campo a equipe que serviu nas eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar, na qual acumula seis vitórias, o Brasil terá Alisson no gol e um quarteto defensivo com Emerson, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro.

No centro estariam Casemiro, Everton Ribeiro e Fred, e na frente Neymar, Gabriel Jesús e Richarlison. A grande dúvida é se Tite voltará a alinhar Neymar mais atrás, como criativo no lugar de Everton Ribeiro, para poder usar outro trio ofensivo, no qual entraria Roberto Firminho ou Gabriel Barbosa “Gabigol”, ou se mantém o meio-campista do Flamengo como principal construtor.

O Brasil, que avançou às quartas como o primeiro do Grupo B, volta a treinar nesta quinta-feira na Granja Comary antes de viajar à tarde para o Rio de Janeiro, onde o Chile desembarcou nesta quarta-feira, que foi o quarto do Grupo A da Copa América .

A partida desta sexta-feira, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, medirá os vencedores das três últimas edições da Copa América, já que o Chile foi campeão em 2015 e 2016, e o Brasil em 2019, quando também foi o anfitrião. O vencedor desta partida será medido nas semifinais ao vencedor do duelo das quartas de final entre Peru e Paraguai.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias