Futebol Internacional > Copas Internacionais

'Eu li' e acho que não: Lionel Messi não é mais oficialmente um jogador do FC Barcelona

O mês de junho terminou na Europa e com ele o contrato de Lionel Messi com o Barça. O argentino pretende continuar na Catalunha, mas até o momento não há um acordo definitivo entre as partes.

Messi pode ir embora do Barcelona
Messi pode ir embora do Barcelona

Na Europa já chegou o dia 1º de julho e com ele a liberdade de Lionel Messi. Pela primeira vez em 20 anos, a estrela argentina deixou oficialmente de pertencer ao FC Barcelona depois de cumprir o contrato que vinculava as partes até 30 de junho de 2021. A expectativa geral é de que 'Pulga', de 34 anos, permaneça em o clube catalão. De acordo com diferentes relatos, o atacante está perto de uma prorrogação contratual por mais dois anos, mas enquanto não tiver nenhum documento assinado, os torcedores do Barça não poderão se sentir aliviados.

O futuro de Lionel Messi tem sido um mistério desde que o clube rejeitou seu pedido de saída no final da temporada 2019-20. Ele acabou ficando e anunciando que reconsideraria suas opções assim que a nova campanha terminasse.

Muita coisa mudou desde que o gênio de Rosário expressou seu desejo de partir. A decisão veio logo depois que os catalães sofreram uma derrota embaraçosa por 8-2 para o Bayern de Munique nas quartas-de-final da Liga dos Campeões de 2019-20. Foi um dos piores contratempos da história do clube e de Messi.

Lionel Messi venceu quatro Champions League como jogador do Barcelona. (Getty)

Desde então, o Barça nomeou um novo treinador, Ronald Koeman, e um novo presidente, após a renúncia de Josep Bartomeu, que teria desentendido com Messi. Chegou Joan Laporta, que venceu as eleições e se tornou presidente em grande parte graças ao seu bom relacionamento com os argentinos.

Recentemente, Laporta estava otimista com a possibilidade de Messi renovar seu contrato. Na quarta-feira, quando questionado sobre o futuro do jogador, respondeu laconicamente: "Relaxa".

No seu contrato anterior com o Barça, assinado em 2017, ganhava 138 milhões de euros (164 milhões de dólares) por temporada, segundo a comunicação social que divulgou o suposto conteúdo do documento.

Lionel Messi está livre para deixar Barcelona (Foto: EFE)

Algo que jogaria a favor da permanência de Messi no Barcelona é que as finanças do clube estão melhorando gradualmente em meio à pandemia. Koeman fica por uma segunda temporada e alguns jogadores vêm para reforçar o elenco, como é o caso de Memphis Depay, dos argentinos Sergio Agüero e Eric García.

Messi ganhou 35 títulos em 17 temporadas com o Barça. Isso o ajudou a vencer a Champions League em quatro ocasiões, a La Liga em 10, a Copa del Rey em sete e a SuperTaça da Espanha em oito.

Com o clube, o astro sul-americano estabeleceu um recorde ao vencer seis vezes a Bola de Ouro. É o artilheiro histórico do time com 672 gols em 778 partidas e é o maior artilheiro da La Liga com 474 gols em 520 jogos.

Em oito temporadas foi o artilheiro da La Liga e em seis temporadas conquistou-o na Liga dos Campeões. Seus 26 gols contra o Real Madrid constituem um recorde para o clássico contra o rival ferrenho.

Messi ingressou no Barcelona aos 13 anos, quando chegou com a família à Espanha para tentar a sorte na renomada academia de inferiores do time. Ele fez sua estreia em jogos oficiais em 16 de outubro de 2004. Dois anos depois, ajudou o Barcelona a vencer a Liga dos Campeões pela segunda vez.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias