Copas Internacionais

As três estrelas que o Atlético Mineiro precisará vender para pagar André Cury

Mineiro recebeu nova cobrança de dívida

Sede de Lourdes
Sede de Lourdes

O Atlético Mineiro conseguiu realizar a venda da sua parte do shopping Diamond Mall por 340 milhões a Multiplan mas acabou de receber uma notícia devastadora. O empresário André Cury, do qual o Galo deve até as calças notificou extrajudicialmente o clube para que R$ 64,2 milhões não sejam repassados ao Galo, enquanto disputa valores na justiça.

O empresário tem mais de 28 processos acionados na justiça e busca cobrar repasses de comissões que não foram entregues pelo Mineiro, a alegação foi feita nessa quinta-feira e diz respeito a dívidas cobradas pela empresa Link Assessoria Esportiva e Propaganda Ltda., de propriedade de Cury e que agiu para trazer atletas ao clube anos atrás.

Mais notícias do Futebol brasileiro

Presidente do Corinthians manda fardo para o Santos e vê rival afundar

Entenda como a CONMEBOL quer humilhar os europeus pela Copa do Mundo

A maior dívida, segundo listagem anexada por Cury à notificação, é referente ao zagueiro Frickson Erazo, que passou pelo Galo entre 2016 e 2017. A cobrança é superior a R$ 11 milhões. Lucas Pratto vem em segundo lugar na lista, em cobrança acima de R$ 6,7 milhões. Cury ainda pede um valor a mais por danos morais, que não foi informado.

Tendo em vista que sua situação financeira depende da doação de mecenas, o Atlético Mineiro, precisa urgente agilizar a venda de jogadores para evitar a penhora de seus recursos na justiça. Um outro caminho do Galo, para evitar que precise se desfazer do elenco estrelado é almejar alguma competição em 2022, enquanto a Arena MRV não está pronta.

Jorge Dias

Jornalista formado pela Universidade P. Mackenzie em 2013, mas atuo desde 2008 com textos esportivos. Já trabalhei no Diário Lance! como diagramador e jornalista, de 2010 a 2016. Escrevi para Surto Olímpico, Bola Parada, Torcedores.com e Punteiro Izquierdo.+ info

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias