Série A

Histórico de amor e ódio entre Renato Gaúcho e torcida do Flamengo pesou na demissão do treinador?

Treinador foi perseguido por parte da torcida do Flamengo desde sua contratação em julho

Renato Gaúcho não teve vida fácil no Flamengo
Renato Gaúcho não teve vida fácil no Flamengo

Não é novidade para ninguém que Renato Gaúcho teve uma passagem conturbada pelo Flamengo, marcada por um caso de amor e ódio com a torcida. Sua contratação foi apoiada por muitos torcedores após a demissão de Rogério Ceni, mas uma ala da torcida flamenguista nunca engoliu o treinador - muitos deles ainda ressentidos pelo histórico conturbado do ex-jogador no clube.

Afinal, para quem não se lembra, Renato Gaúcho marcou um dos gols mais comemorados da história do rival Fluminense, justamente contra o Flamengo, na final do Campeonato Carioca de 95: é o famoso gol de barriga que rendeu o título estadual ao Flu em pleno centenário rubro-negro. Vale lembrar que Renato tinha sido campeão brasileiro com o Flamengo em 87 com direito a prêmio de melhor jogador da competição, o que fez a passagem pelo rival machucar ainda mais a torcida.

Mas não é só o status de ídolo do Fluminense que manchava a imagem de Renato no Flamengo. Como treinador, ele já havia recusado o comando da Gávea várias vezes e era vaiado pela torcida até nos jogos beneficientes promovidos por Zico. Durante sua longa passagem pelo Grêmio, Renato também encarou confrontos épicos contra o Flamengo, alguns dos mais importantes entre os dois times na história, como a semifinal da Libertadores de 2019, quando perdeu de 5x0 no Maracanã.

Parecia a receita do fracasso e foi. Sob o comando de Portaluppi, o Flamengo foi eliminado da Copa do Brasil, perdeu a final da Libertadores e acabou com as suas chances no Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, a diretoria bancou o técnico até o final, convencida que ele tirava o melhor de cada jogador e que ele entendia a língua do boleiro. Seja como for, o romance entre Renato e Flamengo nunca poderia dar certo... tem muita história envolvida.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias