Qatar 2022

Vini Jr: "Continuarei lutando, aqui ou em outro lugar"

Por Jorge Dias

Vini Jr: "Continuarei lutando, aqui ou em outro lugar"

Atacante foi novamente alvo de ataques racistas

Síguenos enSíguenos en Google News

Neste domingo, Vinícius Júnior foi novamente alvo de ataques racistas na Espanha. A torcida do Valencia entoou cantos preconceituosos e chamou o brasileiro de ‘macaco’ em diversos momentos da partida. Esse foi o nono caso de racismo que Vini JR sofreu na Espanha. Com isso, o jogador se sente desprotegigo no país e cogita um saída do Real Madrid. Em postagem no Instagram, ele terminou uma postagem escrevendo: “mesmo longe daqui (Espanha)”.

De acordo com a ESPN Brasil, pessoas que gerenciam a carreira de Vinícius Júnior levantaram a possibilidade de uma saída. Vini Jr nunca demonstrou vontade de deixar o Real Madrid, mas recorrentes casos de racismo e a omissão da La Liga podem o tirar da Espanha. 

Mais notícias do Futebol Brasileiro: 

Enquanto Neymar tem Maserati raro, a nave que Endrick deu para sua ex-namorada

Enquanto sofre com a torcida do PSG, a reação de Neymar com o racismo sofrido por Vini JR

Em suas redes sociais, Vinícius Júnior publicou um texto criticando a La Liga e dizendo que a Espanha está sendo visto como um país racista. “O racismo é o normal na La Liga. A competição acha normal, a Federação também e os adversários incentivam. Lamento muito. O campeonato que já foi de Ronaldinho, Ronaldo, Cristiano e Messi hoje é dos racistas. Uma nação linda, que me acolheu e que amo, mas que aceitou exportar a imagem para o mundo de um país racista. Lamento pelos espanhóis que não concordam, mas hoje, no Brasil, a Espanha é conhecida como um país de racistas”.

Neymar e Richarlison defenderam Vinícius Júnior

O caso de racismo movimentou o mundo do futebol, e diversos jogadores defenderam Vinícius Júnior, entre eles: Neymar, que escreveu: "Estou contigo, Vini", em seu Instagram. Richarlison, centroavante da Seleção Brasileira também demonstrou apoio: “Sempre fizeram de tudo para evitar que o preto chegasse ao topo... escravizaram, marginalizaram e mataram. Mas nunca vão derrubar quem nasceu para ser grande. A história se esquece dos ratos e agiganta quem luta contra essa gente ruim. Tamo junto sempre”, publicou. 


Mais notícias