Brasileirão

Revelado no Timão e brilhou pelo Palmeiras, mas a carreira acabou, hoje é construtor civil

Por Tomas Porto

Revelado no Timão e brilhou pelo Palmeiras, mas a carreira acabou, hoje é construtor civil

O atacante Ewerthon, conhecido por sua passagem pelo Corinthians, encontrou um novo caminho profissional longe dos gramados

Síguenos enSíguenos en Google News

O atacante Ewerthon, conhecido por sua passagem pelo Corinthians, encontrou um novo caminho profissional longe dos gramados. O ex-jogador, nascido em 10 de junho de 1981 em São Paulo, é hoje um empresário de sucesso na área da construção civil em Goiás. Ao lado de seu pai, Ewerthon Rodrigues de Souza administra uma construtora que tem se destacado no mercado local.

Ewerthon iniciou sua carreira profissional pelo Corinthians em 1998, onde foi campeão até 2001. Durante esse período, o atacante conquistou seis títulos importantes, incluindo a Copa São Paulo de Futebol Júnior em 1999, dois campeonatos paulistas (1999 e 2001), dois campeonatos brasileiros ( 1998 e 1999) e Mundial de Clubes de 2000.

Mais notícias do Futebol Brasileiro:

O que o VAR fez com o São Paulo no jogo contra o Goiás deixou Dorival Júnior revoltado

Marcos Paulo foi traído por Ceni no São Paulo, mas agora foi a arbitragem que o humilhou

Após uma passagem por empréstimo no Rio Branco de Americana (SP) em 1999, Ewerthon foi negociado com o Borussia Dortmund, da Alemanha, em 2001. Ele gravou no clube alemão até 2005, conquistando o título do Campeonato Alemão na temporada 2001/2002. O atacante também teve passagens por Zaragoza e Stuttgart, na Espanha e Alemanha, respectivamente, antes de retornar ao Brasil em 2010 para jogar pelo Palmeiras.

Nos anos seguintes, Ewerthon teve experiências internacionais jogando pelo Terek Grozny, na Rússia, e pelo Al-Ahli, no Catar. Posteriormente, ele sofreu ao Brasil para defender o América Mineiro e o Atlético Sorocaba, encerrando sua carreira nos gramados em 2012.

Ele segue com sua nova carreira

Além de sua trajetória nos clubes, Ewerthon também teve a oportunidade de representar a Seleção Brasileira. Ele defendeu tanto o time olímpico, com quatro jogos disputados e duas vitórias, quanto o time principal, com três jogos realizados em 2001. Sua participação incluiu empate em 1 a 1 e vitória por 2 a 0 contra o Peru, além de uma vitória por 3 a 1 contra o Paraguai. Apesar de não ter marcado gols pela seleção, Ewerthon teve a honra de atuar sob o comando de Emerson Leão e Luiz Felipe Scolari.

Tópicos


Mais notícias