Eliminatorias Catar 2022

Brasil x Argentina – Messi dispara contra a CBF: "O Brasil contola tudo na Conmebol"

Craque argentino já se mostrou irritado diversas vezes sobre a atução do Brasil na Conmebol

Jogador já se mostrou irritado sobre a relação da Conmebol com o Brasil
Jogador já se mostrou irritado sobre a relação da Conmebol com o Brasil

Relembre o que Lionel Messi já falou sobre a Conmebol e o Brasil, após mais um episódio envolvendo o argentino e a Seleção Brasileira

Não é de hoje que a relação entre Lionel Messi, Conembol e Seleção Brasileira é conflituosa. O camisa 10 da Argentina já falou por diversas vezes que haveria um complô da entidade sul-americana para beneficiar os brasileiros e as mais famosas delas foram em disputas da Copa América. Em 2019, o jogador chegou a afirmar que o Brasil mandava na Conmebol.

"Espero que a Conmebol faça algo, embora creia que não faça nada, porque o Brasil controla tudo, é muito complicado", disse Lionel Messi após o Brasil vencer a Argentina por 2x0 na Copa América de 2019, quando os hermanos criticaram duramente o árbitro Roddy Zambrano. Na oportunidade, a Conmebol não respondeu ao argentino porque achou que era uma situação natural pela eliminação naquela oportunidade.

Ainda em 2019, Messi também chegou a fazer afirmações do tipo, quando falou que a Copa América estava armada para a Seleção Brasileira. "Infelizmente, acredito que está tudo armado para o Brasil. Tomara que o VAR e o árbitro não influenciem na final, e o Peru possa competir, porque tem time pra isso, mas é difícil" apontou o jogador. Porém, o Brasil acabou sendo campeão naquela edição da Copa América.

Papelão em Itaquera

Brasil e Argentina foi paralisado após 4 jogadores argentinos terem furado a quarentena, segundo a Anvisa. Fiscais da agência nacional foram até a Neo Química Arena e tentaram tirar Emiliano Martínez, Emiliano Buendía, Giovani Lo Celso e Cristian Romero do gramado, mas a seleção alviceleste inteira foi quem saiu e o ábritro da partida decidiu suspender o jogo. Os quatro jogadores teriam de cumprir quarentena de 10 dias para poder circular liveremente no país, após terem passados pelo Reino Unido.

"Tudo aquilo que a Anvisa orientou, desde o primeiro momento, não foi cumprido. Quando a situação foi identificada, esses jogadores já tiveram a orientação de permanecerem isolados  para serem deportados. Esse isolamento poderia ter sido feito até mesmo no hotel. entretanto, eles se deslocam até o estádio e entram em campo, há uma sequência descumprimentos", afirmou Antônio Barra Torres, diretor presidente do órgão.

Wesley Alencar

Jornalista desde 2017, formado pela Universidade São Judas Tadeu, e atuante como redator desde 2015. Passagens pelas rádios Max FM Cotia e Meteleco.net, além de outros portais de esportes e entretenimento. Cubro as principais informações de Flamengo, Palmeiras, São Paulo e Corinthians.+ info

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias