Brasileirão

Ele ganha R$ 700 mil, não respeita o Flamengo e se negou a jogar com Sampaoli

Por Jorge Dias

Ele ganha R$ 700 mil, não respeita o Flamengo e se negou a jogar com Sampaoli

Jogador do Rubro-Negro foi multado e afastado

Síguenos enSíguenos en Google News

Nesta segunda-feira, o Flamengo anunciou que multou e afastou Marinho do elenco. De acordo com o ge, o jogador se recusou a viajar com o time para o Chile, onde o Rubro-Negro enfrentou o Nublense, pela Libertadores, na última quarta-feira. Marinho alegou dores musculares, mas Jorge Sampaoli exigiu a presença de todos os jogadores do elenco. Arrascaeta e Matheus França também tinha problemas físicos, mas viajaram e foram cortados horas antes da partida. 

Dessa forma, a saída de Marinho que era vista como certa, agora é praticamente inevitável. O atacante é uma das últimas opções do ataque flamenguista e deve perder ainda mais espaço com a chegada de Luiz Araújo. Marinho chegou ao Flamengo em 2022, e nunca se firmou como titular, ele fez apenas 59 jogos e marcou seis gols com camisa rubro-negra.

Mais notícias do Futebol Brasileiro: 

Bem-vindo, o craque brasileiro que chegaria ao Real Madrid para acabar com Benzema

Enquanto no Vinícius Júnior ganha R$ 50 mi, o salário de Firmino no Real Madrid

Marinho desperta o interesse de alguns clubes do futebol brasileiro, e o Grêmio chegou a consultar a situação do jogador, mas o alto salário impediu que as negociações avançassem. Agora, o São Paulo monitora o atacante e busca acertar as bases salariais para confirmar o novo reforço. 

Além de Marinho, o Flamengo deve perder outros jogadores no meio da temporada. Entre eles, o zagueiro Pablo, que interessa ao Corinthians e ao futebol europeu. 

As negociações do Flamengo

O Flamengo segue a todo vapor na janela de transferência, e negocia com Nicolas De La Cruz, meia do River Plate. O clube argentino pede cerca de 15 milhões de euros pelo jogador. O Rubro-Negro também avalia a contratação de Allan, do Atlético-MG, o clube está disposto a pagar cerca de 9 milhões de euros pelo volante. 


Mais notícias