Série A > Saopaulo

O motivo que fez a torcida do São Paulo se revoltar fora dos gramados e pedir a cabeça da diretoria

Torcida tem se revoltado com as atitudes da diretoria e agora tem uma nova rusga

Torcedores apontaram ironia da diretoria após veto à camisa comemorativa
Torcedores apontaram ironia da diretoria após veto à camisa comemorativa

Entenda o motivo da revolta da torcida do São Paulo contra o clube antes mesmo da equipe entrar em campo no clássico contra o Palmeiras na noite de hoje (17) pelo Brasileirão

A torcida do São Paulo teve um novo motivo de fúria contra a diretoria do clube nesta quarta-feira (17). Já não bastasse a situação periclitante da equipe no Brasileirão, há dois pontos da zona de rebaixamento, os torcedores ficaram irritados pelo Tricolor não participar da campanha da Adidas alusiva ao dia da Consciência Negra, comemorado em 20 novembro. Na campanha, a marca alemã produziu camisas pretas com detalhes em branco para Internacional e Flamengo, mas não para o clube do Morumbi.

De acordo com o portal UOL, a diretoria do São Paulo não aprovou a camisa com a justificativa de não estar nos padrões do clube (alguns torcedores também afirmaram que seria por ficar muito parecido com a camisa de um rival alvinegro). O clube informou que está programando ações para o dia da Consciência Negra, mas que não terá uma camisa para a situação. Vale lembrar que as camisas utilizadas pelo Tricolor em campo precisam ser aprovadas pelo Conselho Deliberativo, no entanto, essa camisa não será usada em jogos oficiais do clube, portanto não precisava do aval do Conselho.

Essa não é a primeira vez que o clube e a marca alemã se desencontram para o lançamento de uma camisa, já que em junho deste ano, o São Paulo ficou de fora da campanha da empresa que comemorava os 30 anos da primeira Copa do Mundo de futebol feminino. Naquela oportunidade, o Conselho também não aprovou a camisa. No último mês, o clube participou da ação ao Outubro Rosa e teve uma camisa estilizada pela Adidas, porém, o material chegou com atraso ao clube.

Fim da parceria?

Com acordo firmado até dezembro de 2023, era uma das expectativas do presidente Júlio Casares renovar com a marca alemã, assim como da Adidas, mas após tantos atritos, o contrato pode não ser renovado e encerrado uma vez mais, já que essa é a terceira vez da parceria; as anteriores foram entre meados dos anos 1980 e 1990.

Mais notícias do futebol brasileiro:

A revelação do verdadeiro motivo que fez Hernan Crespo ser demitido do São Paulo que chocou a todos no Morumbi

Os milhões que o São Paulo pretende gastar em zagueiro destaque do Brasileirão para se livrar de Arboleda

Wesley Alencar

Jornalista desde 2017, formado pela Universidade São Judas Tadeu, e atuante como redator desde 2015. Passagens pelas rádios Max FM Cotia e Meteleco.net, além de outros portais de esportes e entretenimento. Cubro as principais informações de Flamengo, Palmeiras, São Paulo e Corinthians.+ info

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias