Série A

Calleri se pronuncia sobre episódio com atleta da base do Palmeiras após derrota na final, veja;

Atacante do São Paulo danificou celular de atleta da base do Palmeiras

Atacante argentino foi vice-artilheiro do Paulistão.
Atacante argentino foi vice-artilheiro do Paulistão.

Por meio das redes sociais, o atacante Jonathan Calleri se desculpou após quebrar o telefone celular de Felipe Goto, atleta da base do Palmeiras que teve seu celular jogado no chão pelo argentino na saída do Allianz Parque. Calleri deu um tapa no aparelho. Veja a nota do jogador;

Mais Notícias sobre Futebol Brasileiro: 

Abel em coletiva " fomos muito melhores" e mais; veja as alfinetadas de Danilo e Zé Rafael para os jogadores do São Paulo

"Sobre o que aconteceu no estádio ontem, gostaria de enviar o meu sincero pedido de desculpas ao garoto. Foi um momento em que estava de cabeça quente e que não deveria ter acontecido. Me coloco à disposição para reparar o dano causado ao aparelho celular".

O episódio ocorreu após da derrota do São Paulo por 4 a 0 para o Palmeiras na final do Paulistão, no Allianz Parque. Calleri caminhava ao lado de outros jogadores do São Paulo, em direção ao ônibus do clube, quando encontrou o jovem. O celular do palmeirense imediatamente caiu no chão após o tapa e foi resgatado por outro jogador do São Paulo, Marquinhos. Calleri deseja, segundo apuração do UOL Esporte, é entrar em contato com o jogador da base palmeirense e oferecer um reparo ou a troca do celular danificado. Inicialmente, o São Paulo não deve tomar nenhuma medida sobre a situação.

Em nota de repúdio divulgada nesta noite, a agência que representa o jogador, F3 Sports, afirmou que o aparelho usado por Felipe Goto sofreu danos após a atitude de Calleri.

"Em vídeo circulado nas redes sociais, o nosso atleta Felipe Goto, da categoria Sub-15 do Palmeiras, vê o seu celular sendo arremessado pelo atacante são-paulino no chão, causando danos ao aparelho e indo contra tudo aquilo que o futebol preza", disse a agência.

Neto manda recado para Calleri

Por meio do seu programa " Os donos da Bola", nesta segunda(04) o ex-jogador e apresentador Neto criticou bastante a atitude do atacante Calleri contra o jogador sub-15 do Palmeiras após a conquista alviverde diante do São Paulo no Campeonato paulista;

“Calleri, se você deu um tapa no celular de um menino, não importa se ele joga no Palmeiras, se estava com a camisa do Palmeiras, se estava com a camisa do Real Madrid. Moleque quer ver jogador. Quando eu jogava [na base] do Guarani, eu era gandula e queria ver os caras: Zico, Adílio, Roberto Dinamite, Marco Antônio, lateral esquerdo. Eu era apaixonado pelo Nei, do Palmeiras, o Jorginho, que batia escanteio, do Palmeiras, apaixonado pelo Leão. Fui ver treino do Palmeiras no Parque Antártica quando eu jogava no Guarani Moleque estava filmando, ele quer ver jogador. Não estava fazendo sacanagem. Aí, você dá um tapa no celular dele. Não quero te arrebentar, igual um monte de gente está fazendo. Mas sabe o que você deveria ter feito? Acordado hoje, ido na casa dele, pedido desculpa, dava um celular novo e ninguém precisa saber que você fez isso. Postar desculpa na internet, memorando, todo mundo faz. Tem que pedir desculpa ao vivo. Tem que falar isso para o menino, na casa dele. Covardia, mas não vamos acabar com o cara por conta disso”, disparou Neto.

Mais Notícias sobre Futebol Brasileiro: 

Botafogo se prepara para o início do Brasileiro; saiba mais sobre Niko Hämäläinen, novo reforço do clube

Bruno Leandro

Lic. em comunicação social, graduado pela Universidade Estadual da Paraíba, Jornalista esportivo e Analista de desempenho.+ info

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias