Série A

Abel em coletiva " fomos muito melhores" e mais; veja as alfinetadas de Danilo e Zé Rafael para os jogadores do São Paulo

Verdão foi campeão estadual com uma remontada histórica 

Elenco Alviverde comemora título paulista.
Elenco Alviverde comemora título paulista.

Abel Ferreira concedeu coletiva após a goleada de 4 a 0 do Palmeiras contra o São Paulo que lhe garantiu o título do Paulistão e foi como esperado; exaltou o trabalho e o elenco do Verdão. A vitória neste domingo, no Allianz Parque, deu ao clube o primeiro título do Campeonato Paulista com o treinador português no comando.

Mais Notícias sobre Futebol Brasileiro: 

John Textor trará grande nome para o Botafogo e mais; 16 mil ingressos foram vendidos para a estréia no Brasileiro

Na conversa com os jornalistas, após o tradicional banho de isotônicos e festa com os jogadores, Abel enalteceu mais uma vez a regularidade da equipe em uma rotina de decisões importantes;

" Esses jogadores nasceram para fazer história no futebol brasileiro e no Palmeiras. Não me pergunte onde eles vão buscar as forças. É mérito deles. Não sou eu que chuto a bola. Quem faz acontecer são eles, são eles que me fazem um melhor treinador. Eu sou 30% daquilo tudo que eles fazem, eles são 70%. Quem faz acontecer são os jogadores. Eu fui, sei o que estou falando."

Abel também falou sobre o seu papel na equipe e mais uma vez deixou claro que o grupo de jogadores merece o mérito;

" Sou uma peça, mas uma peça dentro de um relógio que tem sido consistente. Temos uma estrutura de futebol que dá todo o apoio, uma diretoria que trabalhou para que o jogo seja aqui, nossos torcedores... Sem eles, hoje, era impossível a virada. Eles fizeram a parte deles muito bem feita. Nós, com o empurrar deles, foi o que assistimos em campo hoje. Fomos muito melhores que o São Paulo hoje. No Brasil, jogar em casa ou fora é diferente. Hoje fomos muito fortes", disse Abel Ferreira.

O português falou sobre a preparação para a estréia dessa semana na Copa Libertadores de 2022;

" Nem tempo dá para festejar. Amanhã já temos treinos e daqui a quatro dias estamos jogando. Mas sou muito feliz em fazer os outros felizes. Eu vejo nossos torcedores festejando, poder proporcionar essa vitória me deixa muito feliz. Deus me dá em dobro aquilo que dou aos outros. Não tenho coragem de pedir nada, sou grato, tenho uma família espetacular, trabalho em um clube que oferece todas as condições, tenho um grupo totalmente empenhado, que quer superar barreiras. Poder partilhar essa alegria com nossos torcedores, a alma do clube... Entendo quem não gosta do Palmeiras ficar triste, mas futebol é isso. Hoje somos nós a celebrar. Futebol é isso mesmo, umas vezes vamos ganhar, outras perder e outras empatar. Vamos chorar, sorrir, mas vamos viver as emoções. Somos o time da virada, somos o time do amor", finalizou Abel.

Provocação de Danilo e Zé Rafael 

Ainda no campo do Allianz Parque, Danilo, autor do gol que abriu o placar, ouviu de uma repórter do YouTube, em tom de brincadeira, que era para ele tirar os meias do São Paulo de dentro do bolso. O jogador respondeu aos risos:

 "Os caras estavam cagados. Só ali já deu para dizer..."

Depois, na zona mista, voltou a provocar os rivais;

" Acho que tremeu. É sempre bom brincar. A torcida ali fez os trikas tremerem."

Zé Rafael foi outro campeão que não deixou barato e também alfinetou o São Paulo. O meia, que também marcou na goleada, foi questionado sobre o fato de alguns são-paulinos terem desacreditado do poder de reação palmeirense após a derrota por 3 a 1 no jogo de ida, no Morumbi, o camisa 8 do Verdão disse:

" Não só a torcida do São Paulo. A do Flamengo fez na Libertadores. E isso não dá para fazer no futebol, ainda mais com uma equipe como a nossa, competitiva e vencedora. Não dá para cantar vitória antes da hora. Os caras vão ter pesadelos com a gente hoje " disse o meia, que ainda revelou ter se sentido motivado com a festa antecipada dos torcedores rivais.

Mais Notícias sobre Futebol Brasileiro: 

Palmeiras recupera da desvantagem, goleia o São Paulo e se sagra Campeão Paulista

Bruno Leandro

Lic. em comunicação social, graduado pela Universidade Estadual da Paraíba, Jornalista esportivo e Analista de desempenho.+ info

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias