Série A

Inacreditável, essa é a nova vergonha que Augusto Melo passa no Corinthians

Por Jorge Dias

Inacreditável, essa é a nova vergonha que Augusto Melo passa no Corinthians

Augusto Melo carrega a culpa por uma nova vergonha do Corinthians

Síguenos enSíguenos en Google News

O torcedor corintiano passa por momentos delicados. O Corinthians faz um começo de temporada ruim, onde as coisas não saem como planejadas. Logo no início da semana, a notícia é da demissão do treinador Mano Menezes. Ele não resistiu a pressão, depois de ter vencido apenas a partida de estreia contra o Guarani e acumular quatro derrotas consecutivas contra Ituano, São Bernardo, São Paulo e Novorizontino. Portanto, Mano foi demitido após 33 dias da gestão do presidente Augusto Melo.

Augusto Melo, presidente do Corinthians, no domingo (4), tinha garantido a permanência de Mano, mesmo com a derrota pelo placar de 1x3 contra o Novorizontino dentro da Neo Química Arena, mas foi apenas mais uma promessa que não foi cumprida pelo mandatário. Agora, Mano Menezes está exigindo um valor milionário por ter saído do Corinthians.

Com a demissão, Mano Menezes se manifestou em suas redes sociais se despedindo: “A nova direção do Corinthians, 33 dias após assumir o clube, decidiu pela interrupção do nosso trabalho. Agradeço ao torcedor corintiano que sempre foi muito carinhoso e respeitoso comigo e com a minha equipe. E também a todos os profissionais que estiveram comigo nesses 5 meses de trabalho. Sempre em frente. Abraços!”

Sendo assim, o Corinthians está no mercado em busca de um novo treinador. A próxima partida do Timão será o clássico contra o Santos na quarta-feira (7), na Vila Belmiro, às 19h30. No entanto, na busca pelo novo comandante, o presidente Augusto Melo passou uma vergonha, que virou piada entre os rivais.

A nova vergonha de Augusto Melo no Corinthians

Neste sentido, o nome mais forte que surgiu para ser o novo treinador do Corinthians foi o de Márcio Zanardi, do São Bernardo. Segundo jornalistas, Zanardi esteve presente na segunda-feira (5) no Centro de Treinamento do Corinthians.

Entretanto, o regulamento do Campeonato Paulista proíbe um treinador de comandar duas equipes numa edição. O Corinthians viu isto tarde e passou vergonha.


Mais notícias