Jogadores

Recebeu muito "pouco" no Brasil: A fortuna que Miller Bolaños fez na China e o que ele pode se gabar

Jogador ajudou a acabar com jejum longo do Grêmio

Miller Bolaños foi campeão no Grêmio
Miller Bolaños foi campeão no Grêmio

Um dos maiores clubes do futebol sul-americano, o Grêmio ficou durante 15 anos sem conquistar um título de expressão. Antes disso, havia sido campeão do Campeonato Gaúcho em 2007. Porém, no quesito de "títulos de peso", a fila vinha desde 2001, com a conquista da Copa do Brasil em cima do Corinthians de Vanderlei Luxemburgo Marcelinho Carioca. Em 2016, um equatoriano foi o responsável pela quebra do incômodo jejum que gerou muita gozação do maior rival Tricolor.

Miller Bolaños nasceu no dia 1º de junho de 1990, em Esmeraldas. Revelado pelo Barcelona de Guayaquil, defendeu o clube entre 2006 e 2008, quando se transferiu para a LDU. No time da capital Quito, conquistou títulos importantes, como a Copa Sul-Americana de 2009, superando o Fluminense em pleno Maracanã. Em 103 jogos com a camisa blanca, Miller anotou 21 gols, além de ter sido campeão também da Recopa Sul-Americana por duas vezes, em 2009 e 2010.

Mais notícias de ecuatorianos:

A sorte que Bryan Angulo teve, quando fez as malas com Fabian Bustos, o motivo de ter ficado em Santos

Foi uma figura do Atlético-MG e conquistou o respeito de Cristiano Ronaldo: o que Jairo Campos faz agora

Gol de Bolaños deu título histórico ao Grêmio

Durante uma temporada, atuou na MLS pelo Chivas USA, onde fez 31 jogos e marcou apenas três vezes. Depois da passagem frustrada pelos Estados Unidos, voltou ao seu país para defender o Emelec, rival do time onde iniciou a carreira. Em seu retorno a Guayaquil, o jogador fez 105 jogos e anotou 61 gols com a camisa dos "Elétricos", chamando a atenção de clubes brasileiros, em especial o Grêmio, que o contratou para a temporada de 2016.

Foram 46 jogos e 15 gols pelo time gaúcho entre 2016 e 2018, mas a primeira temporada dele pelo Imortal Tricolor foi a mais marcante. Após a demissão de Roger MachadoRenato Portaluppi assumiu o comando técnico. E o maior ídolo da história do Grêmio seria o responsável por reconduzir o time às glórias. Na Copa do Brasil, o Tricolor eliminou o Athletico-PR nas oitavas de final após disputa de pênaltis, passou pelo Palmeiras (então atual campeão) nas quartas de final e Cruzeiro na semi, para enfrentar o Atlético-MG na grande decisão. E após um placar de 3 a 1 em Belo Horizonte, Bolaños fez o gol do pentacampeonato, que acabou com o jejum histórico do Grêmio.

Atualmente, ele joga no Chongqing Lifan, da China, emprestado pelo Shanghai Shenhua, onde estava desde 2020 após empréstimo ao Tijuana, e vem juntando muito dinheiro no país asiático.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias