Copas

Qual é a empresa investigada pela FIFA que pode adiquirir a Copa do Brasil

Disputa pelos direitos da Copa do Brasil está acirrada

Sede da FIFA
Sede da FIFA

A disputa pelos direitos de transmissão da Copa do Brasil tem ganhado contornos fervorosos nos bastidores, com propostas da TV Globo e SBT do Brasil, e a sondagem da IMG e Infront do cenário internacional, a CBF está tentada a aceitar a proposta de uma agência investigada pela FIFA e pela Justiça americana, devido ao valor exorbitante de lucro: 70 milhões de reais.

Mais notícias do Futebol brasileiro:

Jogador deixa gramado chorando e preocupa torcida do Atlético Mineiro

A CBF informou em nota que a escolha ainda não foi feita e que a sondagem da agência Klefer, que pertence ao ex-presidente do Flamengo, Kleber Leite, e que tem acordo com a TV Globo, ainda está na fase de análise juntamente com outras concorrentes como a Brax e a Live Mode. A agência será responsável pela venda do patrocínio da Copa do Brasil, marketing e naming rights.

Segundo o Portal UOL por meio do jornalista Rodrigo Matos, uma proposta foi feita de 70 milhões de reais garantidos a CBF pela venda das peças publicitárias, isso é 6x maior que o valor dado atualmente pela Klefer, 13 milhões de reais. Ainda não se sabe qual das três agências fez a arriscada proposta, mas inicialmente não foi a Klefer.

Embora não tenha sido a agência que fez a proposta tentadora, a Klefer tem vendido as peças publicitárias da Copa do Brasil há 10 anos, quando selou um contrato ainda na gestão Ricardo Teixeira. Esse acordo é alvo de investigação nos EUA, onde se investigou o envolvimento de Kleber Leite nos crimes cometidos por José Hawilla, antigo dono da Traffic, morto em 2018. O jornalista não chegou a ser acusado.

Relação duradoura e forte entre a Klefer e a CBF

Poucas relações são tão fortes e duradouras quanto a da Klefer com a CBF, a amizade de 10 anos, perdurou nas turbulentas gestões Ricardo Teixeira, José Maria Marín, Marco Polo Del Nero e Rogério Caboclo. Internamente, comenta-se que a intenção de Ednaldo Pereira, atual presidente da entidade, é manter o acordo com a agência de Kleber Leite mesmo com as suspeitas e a promessa de ‘limpar a entidade' feita pelo dirigente na campanha de eleição.

Mais notícias do Futebol brasileiro:

Flamengo paga bolada para se livrar de processo

Jorge Dias

Jornalista formado pela Universidade P. Mackenzie em 2013, mas atuo desde 2008 com textos esportivos. Já trabalhei no Diário Lance! como diagramador e jornalista, de 2010 a 2016. Escrevi para Surto Olímpico, Bola Parada, Torcedores.com e Punteiro Izquierdo.+ info

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias