Copas

Na véspera da partida, Seleção Brasileira recebe notícia surpreendente sobre Ancelotti

Por Romario Paz

Na véspera da partida, Seleção Brasileira recebe notícia surpreendente sobre Ancelotti

Revelação sobre Carlo Ancelotti pegou CBF de surpresa

Síguenos enSíguenos en Google News

A Seleção Brasileira volta a campo pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2026 no dia 12 de outubro, contra a Venezuela. Em uma partida que visa manter os 100% de aproveitamento da Amarelinha nessa caminhada para o próximo Mundial. O time do Brasil ainda contará com o retorno de algumas peças importantes que não estiveram nos últimos jogos. 

Para o duelo contra a Venezuela, Fernando Diniz, apostará em duas novidades importantes: Guilherme Arana e Vinicius Jr, que ganharão oportunidades no elenco principal pela primeira vez sob o comando do treinador do Fluminense, que ficará no comando da principal seleção do país até meados de 2024

E é o ano de 2024 que virou notícia, o substituto de Tite na Seleção Brasileira, mas dessa vez de maneira definitiva, teria sido o italiano Carlo Ancelotti. Porém, sua contratação não foi confirmada pela CBF e nem por qualquer dirigente ligado a entidade, embora hajam rumores fortes na imprensa brasileira de um suposto acordo entre o comandante e a CBF sobre o cargo. 

Mas, nessa quarta-feira, o reitor da Universidade de Parma, Paolo Andrei, deixou escapar que o italiano estaria acertado com a CBF. “Em 2024, Carlo Ancelotti tem uma aventura extraordinária que seria apenas um sonho para muitos treinadores: treinar o Brasil. É o primeiro estrangeiro dos últimos 60 anos que dirigirá a Seleção. O quarto em toda a história. A admiração que sentimos por ele é generalizada e vai além de qualquer lugar ou time. Será o último prêmio que Carlo entregará”, afirmou.

Contrato de Diniz é até 2024

Segundo informações do ‘Lance’, o contrato de Fernando Diniz com a Seleção Brasileira vai até meados de 2024. Onde é aguardado a chegada do italiano Carlo Ancelotti. As informações que correm na imprensa brasileira é que o italiano deve esperar o término da temporada atual para poder assumir a Seleção Brasileira sem a necessidade de rompimento de vinculo com o Real Madrid.


Mais notícias