Copas

Globo aumenta proposta por Copa do Brasil e cria guerra nos bastidores; entenda o caso

Emissora carioca tem insistido no aumento do valor

Taça Copa do Brasil
Taça Copa do Brasil

As negociações para a compra dos direitos de transmissão da Copa do Brasil estão avançados pela CBF e a emissora de televisão Rede Globo. Segundo o jornalista Rodrigo Matos do UOL, a proposta do grupo Globo foi aumentada e exige os direitos de exclusividade dos jogos e uma clausula que da preferência por uma renovação.

Mais noticias do Futebol brasileiro:

O detalhe do Real Madrid com um jogador que acabou de perder o Flamengo

A rede Globo tem como adversária na disputa o SBT, que realizou há alguns dias uma proposta relativamente alta pelo mesmo produto mas que foi superada pela emissora carioca. Ainda assim, internamente não há decisão tomada e os dirigentes da CBF ainda analisam pontos das discussões para escolher a melhor oferta.

A Globo é a atual detentora dos direitos de transmissão, e abriu ao inicio desse ano as conversas para renovar o vínculo. Mesmo com a conduta da CBF de não transformar a disputa em um embate formal (com edital e análises jurídicas), o SBT apresentou uma oferta.

O contrato atual é de pouco mais de R$ 400 milhões após reajustes da inflação. Agora, a proposta da Globo é de pagar um valor que se aproxima de R$ 500 milhões. A emissora carioca requereu os direitos em TV aberta, paga e por streaming, este último deverá ser divido com a Amazon prime video. Com isso, controlará apenas as transmissões na TV aberta e paga.

Agências internacionais estão interessadas

Pelo fato de ainda não ter decidido para quem vai vender os direitos de transmissão da Copa do Brasil, a CBF tem recebido sondagens de agências internacionais de comunicação. A IMG e a Infront chegaram a fazer ofertas pelas competições nacionais, mas foram rejeitadas pelo valor considerado abaixo. As agências pretender retornar com uma proposta maior.

Mais notícias do Futebol brasileiro:

Golaço de Hulk escancara crise no Flamengo

Jorge Dias

Jornalista formado pela Universidade P. Mackenzie em 2013, mas atuo desde 2008 com textos esportivos. Já trabalhei no Diário Lance! como diagramador e jornalista, de 2010 a 2016. Escrevi para Surto Olímpico, Bola Parada, Torcedores.com e Punteiro Izquierdo.+ info

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias