Série A

Ex-jogador do Flamengo revela papo com Fágner após lesão que matou sua carreira

Meia ficou quase um ano fora dos gramados

Fágner
Fágner

Fágner é um dos jogadores mais polêmicos e temidos do futebol brasileiro, o lateral-direito com passagens marcantes pelo Vasco e pelo Corinthians já provocou a ira de torcedores do Flamengo em inúmeras oportunidades. Em uma delas, envolveu um meia-atacante famoso dos rubro-negros, Ederson, a quem já se desculpou inúmeras vezes.

Foi em 2016, em um duelo no qual o lateral deu uma entrada forte em Éderson. Na mesma partida, o jogador pediu substituição, com dores no joelho direito. O Timão venceu por 4 a 0, e o flamenguista ficou nove meses em tratamento. No returno, segundo Éderson, ambos conversaram sobre o lance e se acertaram.

Mais notícias do Futebol brasileiro

Jogador pode ser condenado a qualquer momento e ir para a cadeia por tragédia

Mano Menezes tem alguem em quem confiar no Internacional, e não é o Taison

“No jogo da volta no Maracanã, o Fagner veio ao vestiário e pediu para conversar comigo. Recebi de uma forma respeitosa, e ele pediu desculpas pela entrada, explicou que não foi intencional, que não imaginava que poderia ter provocado uma lesão tão grave, e eu aceitei as desculpas. Futebol é jogo de contato, lesões acontecem”, declarou Éderson.

O ex-jogador do Flamengo revelou que guarda mágoas do Flamengo, e não de Fágner, segundo o meia, o clube omitiu informações importantes sobre sua lesão e que foram determinantes para o abreviamento de sua carreira, “Guardo mais mágoas de como foi tratada a recuperação do que como foi provocada a lesão”, declarou Éderson que processa o clube por negligência.

“Sou duro, maldoso não”

Segundo o próprio lateral, a fama de ‘mal’ é injusta. Em uma entrevista no programa ‘Bem, Amigos’ do SportTV, devido a baixa estatura é preciso que as disputas sejam certeira e seguras para que ele tome a vantagem do lance, “Por ser um jogador de uma função de marcação, e de estatura mais baixa, se eu entrar mole na jogada, vou ser atropelado… Sou duro, maldoso não”.

Jorge Dias

Jornalista formado pela Universidade P. Mackenzie em 2013, mas atuo desde 2008 com textos esportivos. Já trabalhei no Diário Lance! como diagramador e jornalista, de 2010 a 2016. Escrevi para Surto Olímpico, Bola Parada, Torcedores.com e Punteiro Izquierdo.+ info

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias