Série A

Se Jhon Arias vale R$ 53,5 milhões, o valor chocante de John Kennedy no Fluminense

Por Tomas Porto

Jhon Kennedy e Arias

Atletas são dois dos principais nomes do elenco do Fluminense que venceu a Libertadores

Síguenos enSíguenos en Google News

Após quase quatro meses da conquista inédita da Libertadores, está na hora do Fluminense tentar ganhar outro título internacional no Rio de Janeiro. Afinal, os jogadores tricolores entram em campo logo mais na noite desta quinta-feira (29), diante da LDU, às 21h30 (Horário de Brasília), no Maracanã, pelo jogo de volta da final da Recopa Sul-Americana.

Sendo assim, a LDU venceu no jogo de ida por 1 a 0 no Rodrigo Paz Delgado, em Quito (Equador). O Fluminense, dessa forma, precisa ganhar por dois gols de diferença para ser campeão no Maracanã. Em caso de empate no agregado, haverá prorrogação e, posteriormente, disputa por pênaltis. Lembrando que nas últimas duas vezes que se enfrentaram em uma final, em ambos os equatorianos venceram, 2008 e 2009, pela Libertadores e Sul-Americana, respectivamente.

Pensando em mais um título continental, Fernando Diniz conta com muitos talentos, entre eles Jhon Arias e John Kennedy, heróis no título da última CONMEBOL Libertadores. Portanto, o que chama a atenção são os valores dos atletas. Se por um lado o meia colombiano está avaliado em cerca de R$ 53,5 milhões. Por outro, a joia de Xerém vale aproximadamente R$ 37 milhões, mas podendo aumentar isso naturalmente nos próximos meses, caso mantenha o bom rendimento e pelo fato de ser jovem, tendo apenas 21 anos.

Dúvidas na escalação, mas John Kennedy de volta

Tricolor tem dúvidas. Marcelo fez trabalhos específicos nos últimos dias e a comissão ainda avaliará a utilização. Gabriel Pires vive situação semelhante. Samuel Xavier treinou com o elenco e deve ser relacionado. De antemão, o técnico Fernando Diniz conta com o retorno de John Kennedy. O atacante não pôde atuar no jogo de ida por estar suspensão, após expulsão na final da Libertadores.

Provável escalação: Fábio; Guga, Thiago Santos, Felipe Melo e Diogo Barbosa (Marcelo); André, Martinelli e Ganso; Arias, Keno e Cano.


Mais notícias