Série A

Acusado de manipulação, a atitude inesperada do São Paulo contra o Botafogo

Por Romario Paz

Bandeira de escanteio do São Paulo no estádio do Morumbi

Enquanto é acusado pelo Botafogo de manipulação, é isso que o São Paulo quer fazer com o time carioca

Síguenos enSíguenos en Google News

O futebol brasileiro foi bombardeado com uma polêmica fala do dono da SAF do Botafogo, o empresário americano John Textor, que diz ter provas que diversas partidas do Campeonato Brasileiro teve manipulações. Uma das equipes que foi acusada de ter seu jogo manipulado por seus jogadores foi o São Paulo, que não ficou nada satisfeito.

Enquanto São Paulo tem time de R$ 476 milhões, o elenco mais valioso da Libertadores

Em 2023 o Botafogo começou a temporada da pior maneira possivel, ficando de fora das finais do Campeonato Carioca, sendo tido novamente como uma equipe que lutaria contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, mas ficou bem longe disso. Desde as primeiras rodadas o Fogão assumiu a ponta da tabela e ficou por lá durante 30 rodadas, chegando até mesmo a abrir mais de 10 pontos do vice-líder.

Mas, o clube viu o seu futebol ir sumindo aos poucos e a diferença de pontos cair, fazendo que o Palmeiras o ultrapassasse nas últimas rodadas e assumisse a ponta da tabela. Então, já na penúltima rodada, o clube paulista conquistou o título da competição matematicamente, tendo o Botafogo amargado apenas a 5ª posição na tabela.

A mudança de postura entre Thiago Carpini e James Rodriguez que pode mudar o futuro de ambos no São Paulo

A atitude inesperada do São Paulo contra o Botafogo

Além da insatisfação com as acusações feitas pelo Botafogo, o time também quer processar o clube carioca pela venda de Lucas Perri para o Lyon, jogador que o clube paulista tinha uma porcentagem do seu passe.

O goleiro foi vendido ao time francês por 10 milhões de euros (cerca de R$ 54 milhões), e o São Paulo deveria receber 18,3% desse valor, o que seria aproximadamente R$ 9,8 milhões.

Além disso, o São Paulo vai processar o Botafogo porque ainda não recebeu o dinheiro correspondente aos 18,3% mencionados anteriormente.

Recentemente, o São Paulo já processou o Botafogo por uma dívida de R$ 3,7 milhões relacionada ao jogador Tchê Tchê, e também tomou medidas legais contra John Textor em várias áreas (esportiva, civil e criminal) por mencionar o clube em acusações de manipulação de resultados.


Mais notícias