Seleçao

A fúria de Tite que o faz querer nunca mais jogar na Argentina

Treinador ficou furioso durante a coletiva de imprensa

Treirnador que costuma ser ponderado "saiu da casinha" ao longo da coletiva
Treirnador que costuma ser ponderado "saiu da casinha" ao longo da coletiva

Saiba o verdadeiro motivo que fez Tite subir o tom ao longo da coletiva de imprensa após a partida Seleção Brasileira contra Argentina

Brasil e Argentina se enfrentaram na noite de ontem (16), em San Juan e empataram num tenso 0x0, que ao final acabou por classificar os hermanos para a Copa do Mundo do Catar, já que o Chile não venceu o Equador. A Seleção Brasileira já havia garantido sua vaga na semana passada e usou a partida como um teste para os confrontos do Mundial, mas uma situação deixou o técnico Tite extremamente irritado: a arbitragem.

Ao longo da coletiva de imprensa após o jogo, o treinador da Seleção Brasileira atacou a atitude do árbitro Andres Cunha, árbitro de campo, e o juiz que controlava a cabine do VAR. “O Cunha é um extraordinário árbitro. A qualidade técnica, um acompanhamento, percepções altíssimas, aspecto disciplinar muito alto e a arbitragem exige uma boa equipe de trabalho. E quem está no VAR exige uma equipe muito alta. E quem está no VAR é simplesmente impossível. Vou repetir: é impossível não ver a cotovelada do Otamendi no Raphinha”, iniciou o treinador.

Quem quer ter isenção na análise é muito clara. Isso ia determinar o resultado do jogo? Não sei. Tradição, qualidade técnica dos dois, tudo bem, mas o componente tem de ser igual. De um trabalho para árbitro de alto nível de VAR eu não posso conceber. Estou falando isso porque sou educado”, apontou Tite.

No lance em questão, Otamendi atingiu com o cotovelo o rosto de Raphinha que acabou com a boca sangrando e o juíz não deu nem falta e nem amarelo para o jogador argentino e o VAR sequer atentou o juiz para revisar o lance, mesmo com a transmissão oficial da partida reprisando as imagens que o árbitro de vídeo tem acesso. Por fim, o técnico ainda falou que o jogo era sim uma preparação para a Copa do Mundo.

Preparação para a Copa

Sim, a partida de bom nível técnico das duas equipes. Com embates individuais, marcação posicional é o forte de ambas as equipes, alternância de domínio e controle”, finalizou Tite. Essa foi a última partida da Seleção Brasileira no ano, agora volta a se reunir apenas em janeiro do ano que vem, quando encara o Equador, em Quito. O Brasil segue liderando as Eliminatórias da Copa com 35 pontos, a seis pontos da segunda colocada, a Argentina.

Mais notícias do futebol brasileiro:

A reclamação de Tite que pode afastá-lo do comando da Seleção Brasileira mesmo classificado para a Copa do Mundo

Campeão do Mundo detona Tite por deixar jogador do Palmeiras fora da Seleção Brasileira e revela como chance pode aparecer

Wesley Alencar

Jornalista desde 2017, formado pela Universidade São Judas Tadeu, e atuante como redator desde 2015. Passagens pelas rádios Max FM Cotia e Meteleco.net, além de outros portais de esportes e entretenimento. Cubro as principais informações de Flamengo, Palmeiras, São Paulo e Corinthians.+ info

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias