Jogadores

Enquanto Cano ganha R$700 mil no Fluminense, o absurdo salário de Pedro no Flamengo

Por Tomas Porto

Germán Cano e Pedro

Germán Cano e Pedro são os artilheiros de Fluminense e Flamengo

Síguenos enSíguenos en Google News

A décima rodada do Campeonato Carioca será marcada para por um grande confronto. Neste domingo (25), Flamengo e Fluminense se enfrentam no Maracanã. Os dois times, sob as ordens de Tite e Fernando Diniz estão fazendo um bom campeonato estadual. Sendo assim, o Flamengo lidera a competição com 21 pontos por conta do saldo de gols, já que o Fluminense tem possui a mesma pontuação, ocupando a segunda colocação. Logo, a expectativa é de uma partida disputada como um bom Fla-Flu.

Dentro desse cenário, o Fluminense aposta no seu camisa 14, o atacante argentino Germán Cano. Ele foi o artilheiro do futebol brasileiro no ano passado, com 40 gols marcados. O jogador foi peça fundamental para o Flu no título do Campeonato Carioca e especialmente na primeira taça conquistada da Copa Libertadores da América do clube das Laranjeiras. Cano marcou gol na final contra o Boca Juniors e ainda o prêmio de Rei da América.

Neste contexto, Germán Cano é considerado ídolo do Fluminense. O jogador de 36 anos tem contrato até o final de 2026. De acordo com o site Meu Flu, Cano recebe o salário de R$ 700 mil mensais.

No Flamengo, a esperança de gols é o atacante Pedro. Ele foi o vice-artilheiro da temporada passada do futebol brasileiro, marcando 35 gols. O camisa 9 vem construindo uma trajetória importante no Flamengo e tem títulos expressivos como Recopa Sul-Americana, Campeonato Brasileiro, Supercopa do Brasil, Copa do Brasil e Copa Libertadores da América. Pedro, de 26 anos, é bem valorizado dentro do Flamengo e tem contrato com o clube até o final de 2027.

O absurdo salário de Pedro no Flamengo

Segundo a Coluna do Fla, o salário de Pedro no Flamengo é de R$ 1,1 milhão por mês. O jogador, portanto, é um dos que mais recebem dentro do elenco.

Pedro está tendo bons números na temporada, com 8 gols marcados em 8 partidas.


Mais notícias