Jogadores

Nino é maior do que Neymar, Gabigol e todos os outros jogadores no Brasil: por que zagueiro do Fluminense foi o assunto mais comentado do dia?

Nino dá exemplo dentro e fora de campo e se firma como um dos mais promissores jogadores do futebol brasileiro

Nino dá exemplo dentro e fora de campo e se torna um símbolo no futebol brasileiro
Nino dá exemplo dentro e fora de campo e se torna um símbolo no futebol brasileiro

O Brasil conseguiu um feito inédito ao conquistar o bicampeonato olímpico nas Olimpíadas do Japão entre julho e agosto e repetiu a façanha de 2016 quando o jejum de medalha de ouro na modalidade foi quebrado. Em 2021, o time contou com um elenco recheado de bons jogadores e Nino foi o parceiro de zaga de Diego Carlos, xerife da defesa brasileira e continua a dar exemplos no futebol que o deixam acima de Neymar e Gabriel Barbosa.

Dentre o bom desempenho no Fluminense dentro de campo, Nino, de 24 anos, também mostrou que o futebol tem o poder de, além de ser um esporte e entretenimento, de mostrar para o público que lutas e causas sociais têm o seu devido espaço e que é preciso lutar por isso, algo que Nino fez ao vestir a camisa 24 e aderir à luta do movimento lgbtqia+.

Mesmo cristão, Nino afirmou que o amor prevalece acima de tudo e o uso da camisa que é visto como tabu na sociedade, não apresentou nenhum problema para que o zagueiro usasse a camisa com orgulho de fazer a diferença e de mostrar que o esporte é uma ferramenta de transformação social.

Os números de Nino na temporada

Nino jogou em 2021 pelo Fluminense em 31 jogos com dois gols marcados e uma assistência. Pela seleção olímpica foi titular em todos os seis jogos da conquista do ouro olímpico no Japão em agosto, além de ter disputado outros dois jogos amistosos pela seleção sub-24.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias