Jogadores

Ele jogou no Atlético-MG, atuou na Champions League, e hoje é treinador no Equador

Por Jorge Dias

Ele jogou no Atlético-MG, atuou na Champions League, e hoje é treinador no Equador

Ex-meia é considerado como um dos maiores jogadores da história do Equador

Síguenos enSíguenos en Google News

Edison Méndez é visto por muitos como um dos maiores jogadores do futebol do Equador. O meia foi o primeiro equatoriano a disputar uma Champions League e chegou a ser comparado com Adriano Imperador, devido a sua força física. Méndez se destacou pela LDU, do Equador, e foi comprado pelo PSV em 2006. Após passagem pela Holanda, ele retornou a LDU e reencontrou seu grande futebol. 

Em 2010, o Atlético-MG contratou Edison Méndez, mas o jogador não correspondeu as expectativas e atuou em somente 12 partidas pelo Galo, e nunca balançou as redes. Em 2011, Méndez retornou ao Equador, onde se aposentou como um ídolo da LDU. Atualmente, o ex-jogador é treinador da equipe B da LDU. 

Mais notícias do Futebol Brasileiro:

Renato Gaúcho dá tapa na cara da imprensa em coletiva pelo Grêmio, ficaram sem palavras

O Grêmio não jogou nada, mas estrela foi quem deu esperança na Copa do Brasil, loucura

Outro grande jogador equatoriano está próximo de jogar no Brasil. De acordo com o portal GOAL, Enner Valencia tem um pré-contrato assinado com o Internacional. Atualmente, o centroavante é jogador do Fenerbahçce, da Turquia, terá um contrato de três anos com o Colorado e receberá cerca de R$ 16 milhões por ano no futebol brasileiro. 

Enner Valencia foi monitorado por diversos clubes brasileiros no início da temporada, após ser um dos destaques da Copa do Mundo 2022, com três gols em três partidas disputas. Vale destacar que Valencia tem seis gols em Copas, em seis jogos disputados.

Números de Edison Méndez e Enner Valencia

Edison Méndez e Enner Valencia são dois grandes jogadores do futebol equatoriano. Em sua carreira, Méndez disputou 412 jogos e marcou 65 gols. Enquanto Valencia já jogou 595 jogos e balançou as redes em 195 oportunidades. 

 

Tópicos


Mais notícias