Jogadores > Daniel Alves

Daniel Alves ainda está no São Paulo? Por que lateral direito ainda não rescindiu seu contrato com o tricolor e futebol mexicano entra em ação

São Paulo ainda não rescindiu o contrato de Daniel Alves, mas é quase impossível que craque jogue outra vez pelo clube

Daniel Alves ainda está preso ao São Paulo e não pode continuar sua carreira
Daniel Alves ainda está preso ao São Paulo e não pode continuar sua carreira

Faz cinco dias que São Paulo e Daniel Alves não compartilham do mesmo espaço. A chegada do maior campeão da história do futebol ao clube de coração em agosto de 2019 nem se compara com a melancólica saída do camisa 10 em setembro de 2021 após problemas financeiros com uma dívida do clube com o jogador de mais de R$ 18 milhões, segundo o site Globo Esporte. Ainda assim, Daniel Alves ainda é jogador do São Paulo.

Sem um acordo até o momento, a rescisão contratual de Daniel Alves com o São Paulo ainda não aconteceu. Uma reunião nesta quarta-feira (15) pode selar o fim definitivo da parceria de dois anos do atleta de 38 anos com o time que prometeu amar, mas o triste fim não era esperado nem pelos torcedores. Mas qual será o futuro de Daniel Alves?

Com a meta de disputar sua última Copa do Mundo em 2022, no Catar, Daniel Alves quer continuar a jogar em alto nível e tem alguns prováveis destinos em seu caminho como partir para outro gigante com condições de pagá-lo como Atlético-MG, Flamengo e Palmeiras, rumar para a Argentina após os interesses de Boca Juniors e River Plate, voltar para Sevilla, o clube que o projetou para o futebol mundial, ou até partir para o futebol mexicano, no qual torcedores do América do México pedem a sua contratação nas redes sociais.

Os números de Daniel Alves pelo São Paulo

Daniel Alves defendeu o São Paulo entre 2019 e 2021, e pelo tricolor fez 95 partidas com dez gols marcados e 14 assistências, além de ter conquistado o Campeonato Paulista 2021. Apenas com salários, Dani Alves faturou cerca de R$ 36 milhões, além da dívida de quase R$ 18 milhões com direitos de imagem e verbas trabalhistas.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias