Jogadores

A situação embaraçosa que ex-jogador do Galo passou para sair do clube

Jogador defendeu o clube alvinegro entre 2016 e 2017

Galo conquistou dois títulos em 2022
Galo conquistou dois títulos em 2022

Agora com as chuteiras penduradas, o artilheiro Fred segue ativo nos bate papos da boleiragem. O ex-camisa 9 do Fluminense e do Cruzeiro teve uma carreira de sucesso tanto no Brasil, quanto no exterior. Na França, o centroavante foi tricampeão nacional com o Olympique Lyon, onde chegou a fazer dupla de ataque com ninguém menos do que Karim Benzema, hoje um dos grandes atacantes do mundo. Porém, uma atitude que surpreendeu muitos fãs do craque foi a ida para o Atlético Mineiro, em 2016.

Revelado no América-MG, o centroavante mostrou suas credenciais ao mundo futebolístico quando se transferiu ao Cruzeiro, em 2004. Na época, o jovem de 20 anos chegava à Raposa para em apenas uma temporada ser vendido para a França. Mais de 10 anos se passaram depois disso, o atacante voltou ao Brasil e virou ídolo do Fluminense. Mas quando foi deixar o time carioca, o jogador acabou indo jogar pelo Atlético Mineiro, maior rival do clube onde se destacou. Em papo no podcast Podpah, nenhum jogador deveria repetir a sua atitude, de ir jogar em um rival.

Mais notícias do Atlético-MG:

O xodó do Galo que pode estar de saída e Cuca não quer perder

O zagueiro revelado no Galo que pode render boa grana ao clube com venda para a Inter de Milão

Fred jogou no Atlético por dois anos

“Quando fui para o Galo, tinha rivalidade com o Fluminense. Meti gol pra caramba, mas perdi um pênalti e queriam me matar. Fui para o Cruzeiro, fiz gol, mas se perdesse era culpa minha. Um desgaste que se eu puder falar para outros atletas: evita. Aqui (em São Paulo) são quatro grandes, em Minas são três, com maior rivalidade entre Cruzeiro e Atlético. Onde tem menos times, é pior. Você não vive”, aconselhou o agora ex-jogador.

O atacante, que disputou duas Copas do Mundo pelo Brasil (2006 e 2014), deu mais detalhes de quando deixou o Galo. O alto salário foi um dos motivos que o fez sair do Atlético. Porém, teve que travar uma batalha com a diretoria mineira para não ser negociado ao Flamengo, principal rival do Fluminense. Em sua segunda passagem pelo Cruzeiro, ganhou a Copa do Brasil e dois títulos do Campeonato Mineiro, mas ficou marcado com o rebaixamento à Série B, em 2019.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias