Série A > Flamengo

O ex-Ac Milan que poderia jogar no Flamengo ou no São Paulo em 2021

A qualidade e hierarquia podem contribuir para uma grande equipe no Brasil.

Jogou em clubes como o italiano Milan e o CSKA Moscou.
Jogou em clubes como o italiano Milan e o CSKA Moscou.

O meio-campista japonês Keisuke Honda, ex-jogador de clubes como o italiano Milan e o russo CSKA Moscou e que disputou três Copas do Mundo pela seleção japonesa, anunciou na quarta-feira que havia rescindido o contrato que o ligava ao Botafogo brasileiro desde fevereiro passado.

Por meio de mensagem em sua conta no Twitter, o jogador pediu o término amigável de seu vínculo com o time do Rio de Janeiro, opção prevista no contrato que assinou no início deste ano e que lhe permite sair sem pagar multa. A Honda, alvo de muitas críticas no Brasil por seu mau desempenho, admitiu que não teve o desempenho esperado no Botafogo e se disse decepcionada com seu próprio desempenho.

“Eu tenho algo que eu quero dizer a você diretamente. Como você sabe, vou sair do Botafogo. Aceito todas as críticas por não ter alcançado resultados. As críticas são naturais e não estou pedindo desculpas. Também fiquei decepcionado e sinto muito ", disse ele na rede social.

"Tomei esta decisão por motivos pessoais e profissionais, mas fiquei muito feliz nesta temporada", acrescentou.
O meio-campista disse que se despede agradecido pela experiência de ter jogado no futebol brasileiro e pela recepção que a torcida do Botafogo lhe ofereceu, lembrando os 13 mil torcedores que assistiram à sua apresentação e os 3.000 que o receberam no aeroporto do Rio. de Janeiro no meio de grandes festas.


"Foi uma ótima experiência. Nunca vi ou senti nada desse tamanho com os fãs. Obrigado por tudo e eu vou buscar pessoalmente a oportunidade de continuar apoiando o clube como embaixador do Botafogo na Ásia ”, garantiu.

Honda, apresentado como o principal reforço do Botafogo para este ano e que se esperava que se tornasse o principal criador do grupo, deixa o clube carioca em um momento de séria crise não só financeira, mas também técnica.
O Botafogo é o penúltimo na classificação do Campeonato Brasileiro e uma das equipes mais ameaçadas de rebaixamento para a segunda divisão.

Honda não foi bem no Botafogo, mas sua qualidade e hierarquia podem contribuir para uma grande equipe no Brasil.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias