Série A > Flamengo

Jogador protegido de Rogério Ceni ganha aumento no Mengão e agora treinador tem missão milionária quase impossível no Brasileirão

Rogério Ceni tem 12 finais pela frente no Campeonato Brasileiro

Rogério Ceni já tem grandes problemas para o Ano Novo.
Rogério Ceni já tem grandes problemas para o Ano Novo.

Todo treinador tem seu preferido em campo. Por mais que sua função seja a de gerir um grupo de pessoas em prol de um objetivo comum, sempre há aqueles atletas que saem na frente nas disputas por posições entre os titulares e no Flamengo não é diferente. Questionado pelos torcedores quanto ao seu desempenho, Vitinho é abraçado por Rogério Ceni contra as críticas quando isso acontece e o preço tem sido alto por isso, literalmente.

Na eliminação do Mengão na Copa Libertadores da América 2020 no fatídico dia 1º de dezembro, em pleno Maracanã, Vitinho foi o titular devido à ausência de Gabriel Barbosa e saiu na frente de Pedro, Michael e Pedro Rocha parta iniciar a partida contra o Racing. Durante a partida, mesmo instável, Ceni preferiu sacar os dois meias de criação, Arrascaeta e Everton Ribeiro, que não estão satisfeitos, mas deixou o atacante de 27 anos em campo.

Para 2021 o problema pode se agravar pela pressão em vencer o Campeonato Brasileiro. Com mais 12 rodadas pela frente, a missão é somar mais pontos que o líder São Paulo, sete pontos a frente do rubro-negro (56 a 49) para faturar os R$ 31,7 milhões de premiação, e ainda amenizar o ego de seu grupo com relação ao salário de mais de R$ 1 milhão de Vitinho para o ano que vem valor alto para um jogador que, mesmo assim, não é titular do Flamengo. Os próximos capítulos prometem!

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias