Série A > Flamengo

Ano novo, comando novo! Flamengo perde a paciência com Rogério Ceni e prepara mega oferta por “melhor do Brasil”

Mengão se despede de 2020 de forma melancólica

Flamengo perde a paciência com Rogério Ceni e prepara mega oferta por “melhor do Brasil”
Flamengo perde a paciência com Rogério Ceni e prepara mega oferta por “melhor do Brasil”

Empate em 0 a 0, sem gols. Assim terminou o ano de 2020 para o Flamengo após ficar na igualdade com o Fortaleza na noite deste sábado (26), no Estádio do Castelão, em partida válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. O placar deixou o Mengão na terceira colocação da competição com 49 pontos, sete pontos atrás do líder São Paulo, mas com uma partida a menos, porém o cargo de Rogério Ceni já começa a ganhar sombras de outros treinadores.

Desde a saída de Jorge Jesus do clube carioca no fim de julho, o rubro-negro não conseguiu acertar o sistema de jogo novamente e da mesma forma que o treinador português conseguiu ao faturar cinco títulos no intervalo de 13 meses, algo quase inédito no futebol brasileiro. Domènec Torrent assumiu o comando de agosto a novembro e deixou a defesa ainda mais fragilizada e o ataque pouco efetivo. Rogério Ceni assumiu logo depois e em menos de dois meses conseguiu melhorias ofensivas, mas poucas mudanças na zaga e ainda duas eliminações no período, para o São Paulo na Copa do Brasil e para o Racing na Copa Libertadores da América.

Nas redes sociais, muitos torcedores criticaram o ex-goleiro e pediram Lisca no comando do clube. O treinador sensação do Brasil em 2020, que conseguiu levar o América-MG para sua primeira semifinal de Copa do Brasil na história já revelou o sonho de comandar o clube carioca e ele pode estar mais perto de ser realizado. Com um salário três vezes menor do que o de Ceni, Lisca Doido tem totais condições de ser uma aposta certeira do clube e levar novamente o Mengão para as glórias de 2019, mas o tempo pode ser inimigo da perfeição no elenco.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias