Série A > Jogadores

A grande vitória do Palmeiras torna-se homenagem para Diego Maradona por relação próxima

Verdão bateu o Delfín, do Equador, pelo jogo de ida das oitavas da Libertadores

Uma vitória para o "quase palmeirense" Maradona.
Uma vitória para o "quase palmeirense" Maradona.

O Palmeiras conquistou uma importante vitória na noite desta quarta-feira (25) pela partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América, 3 a 1, fora de casa, contra o Delfín, do Equador, gols de Gabriel Menino, Rony e Zé Rafael; Ramires marcou contra para os donos da casa; e na partida de volta pode até perder por um gol de diferença para avançar às quartas do torneio.

E a vitória vem justamente no dia em que o mundo se despede de Diego Maradona, que morreu no início da tarde, aos 60 anos, e deixou o futebol órfão se sua matéria, mas não da magia de um dos camisas 10 mais emblemáticos da história do esporte. E diversos jogadores do Verdão homenagearam o gênio que quase desfilou seu futebol pelos gramados brasileiros pelo Palmeiras em 1992.

E o negócio ficou muito perto ser fechado, o Palmeiras ofereceu uma fortuna para contar com “El Pibe de Oro”, cerca de US$ 5 milhões (aproximadamente R$ 9,2 milhões na cotação da época) e Maradona ficou tentado em aceitar o desafio, mas recusou por considerar que o povo argentino, que amava, não entenderia a escolha de seu ídolo.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias