Série A

(VÍDEO) Chocou a todos no Rio de Janeiro, a provocação da LDU que deixou a torcida do Fluminense furiosa

Por Tomas Porto

Fernando Diniz e LDU

Equipes se encaram na final da Recopa Sul-Americana nesta quarta-feira

Síguenos enSíguenos en Google News

No jogo da volta da grande final da Recopa Sul-Americana, o Fluminense recebe a visita da LDU Quito. O juiz autoriza o primeiro toque na bola às 21h30 (de Brasília) na noite desta quinta-feira (29). O Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, RJ, Vale ressaltar que o momento do Fluminense é complicado, ao perder na partida de ida e depois no Cariocão, no clássico contra o Flamengo.

Enquanto isso, a LDU Quito só está disputando a Recopa, até o momento, focando totalmente seus esforços para faturar o título. Além disso, a LDU está presente por conquistar a Sul-Americana, onde venceu o Fortaleza. Foi o segundo título dos equatorianos no torneio.

Sobre a partida, a tendência é que o Flu tenha Felipe Melo, Ganso e Keno de volta. Marcelo, que deixou o jogo em Quito com dores na perna esquerda, voltou aos treinos no início da semana, mas ainda é dúvida para a partida. Por outro lado, conforme a imprensa equatoriana, a única dúvida no time é no meio de campo. Jefferson Valverde entraria para acompanhar Ezequiel Piovi e Óscar Zambrano. Com isso, Luis Estupiñán e Jhojan Julio ficariam mais abertos, deixando Jan Hurtado como única referência no a área.

Em contrapartida, neste clima de final e rivalidade, já que ambas as equipes se encararam nas finais de 2008, da Libertadores, e 2009, da Sul-Americana, ambas com o troféu indo para o Equador, uma provocação chamou a atenção horas antes da partida.

LDU provoca o Fluminense

A torcida do time do Equador contratou um avião para sobrevoar a famosa Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, com uma faixa nada amistosa para os torcedores do Tricolor das Laranjeiras. Na faixa os dizeres “voltei, meu filho”. A frase referir-se a algumas das vezes em que a LDU traumatizou o Fluminense nos últimos anos. Em 2008 e 2009, no Maracanã, o time equatoriano conquistou a Libertadores e a Copa Sul-Americana.


Mais notícias