Qatar 2022

Enquanto no Real Madrid ganha R$ 50 mi, o salário que Vini JR tinha no Flamengo

Por Jorge Dias

Enquanto no Real Madrid ganha R$ 50 mi, o salário que Vini JR tinha no Flamengo

Atacante cogita a possibilidade de deixar a Espanha

Síguenos enSíguenos en Google News

De acordo com a ESPN Brasil, Vinícius Júnior se sente desprotegido na Espanha e pessoas próximas ao jogador cogitam a possibilidade de uma saída do Real Madrid. Vini Jr nunca demonstrou vontade de deixar o clube, mas a falta de segurança na La Liga e o clima hostil na Espanha podem ser cruciais para o futuro do atacante. 

Nas redes sociais, torcedores do Arsenal fizeram campanha pela contratação do brasileiro. Outra torcida que se animou com a possível saída de Vini JR do Real Madrid foi a nação rubro-negra, que sonha com o retorno da cria do Ninho do Urubu. Entretanto, um retorno de Vinícius Júnior ao Brasil é praticamente impossível, o atacante possui um salário de cerca de R$ 50 milhões por ano, valor impraticável no futebol brasileiro. 

Mais notícias do Futebol Brasileiro: 

A Mercedes de Luxo de Dudu, do Palmeiras, que coloca inveja na Porsche Red de Gabigol

Ele é um dos melhores da história, foi alvo de racismo na Espanha e se revoltou

Nesta segunda-feira, o presidente do Real Madrid, Florentino Perez, se reuniu com Vinícius Júnior para demonstrar apoio ao jogador. “O presidente do Real Madrid reuniu-se com Vinícius Junior para lhe mostrar o seu apoio e carinho, para o informar de todas as diligências que estão a ser tomadas na sua defesa e para confirmar que o clube irá até às últimas consequências perante tal situação nojenta de ódio”, publicou o clube em seu site oficial.

Presidente do Real Madrid se pronunciou

Florentino Perez ainda fez um pronunciamento oficial e disse que não irá tolerar casos de racismo contra jogadores do Real Madrid. “O Real Madrid não vai mais tolerar incidentes racistas com nossos jogadores. Para isso, temos que mudar a estrutura de arbitragem para que a vítima não seja responsável pelo delito, como está acontecendo agora. A sociedade em que vivemos não merece os incidentes que vêm se repetindo com nosso jogador. O esporte é um ponto de encontro, de valores”.

 

 

 


Mais notícias