Qatar 2022

Enquanto CR7 ganha R$ 1 bilhão, o salário de Lionel Messi na Arábia Saudita

Por Jorge Dias

Enquanto CR7 ganha R$ 1 bilhão, o salário de Lionel Messi na Arábia Saudita

Messi está de saída do PSG

Síguenos enSíguenos en Google News

A saída de Lionel Messi do PSG é praticamente certa, clube e jogador concordam que essa é a melhor escolha para ambos. O craque argentino entende que o seu período na França chegou ao fim e irá buscar um novo rumo para a sua carreira. Um dos possíveis destino de Messi é o Al-Hilal, da Arábia Saudita. 

Após a contratação de Cristiano Ronaldo pelo Al Nassr, o Al-Hilal busca um grande nome para fazer frente ao rival, e o escolhido é Lionel Messi. De acordo com informações da imprensa europeia, a equipe árabe está disposta a pagar cerca de R$ 2 bilhões por ano para o argentino, fazendo dele o jogador mais bem pago do mundo. 

Mais notícias do Futebol Brasileiro: 

Real Madrid finalmente resolve falar sobre racismo com Vini Jr e traz falas chocantes

Reforços de peso, Sampaoli pede e a diretoria do Flamengo irá contratar quatro jogadores

Além do Al-Hilal, o Barcelona também um dos interessados em Lionel Messi. O presidente do clube espanhol, Joan Laporta, já admitiu que tem conversas com o argentino e se mostrou esperançoso como o retorno do craque. 

Xavi, ex-companheiro de Messi no Barcelona e atual treinador da equipe, também falou sobre a possiblidade do craque retornar a Espanha. "Depende de muitas coisas. Não há muito mais que eu possa dizer. Leo é um jogador espetacular. Ele é um amigo. A partir daí, depende de muitas coisas, mas acima de tudo de suas intenções e do que ele quer."

Vice-presidente do Barça disse que se tudo correr bem Messi pode retornar

Rafa Yuste, vice-presidente do Barcelona, comentou que o clube busca recontratar Messi, e que se tudo correr bem, o argentino poderá retornar. “Depois de tudo que ele deu a este clube, passando pela academia, começando sua carreira aqui. Se tudo correr bem - e mesmo que ele tenha que tomar a decisão final - espero que ele volte. Ficaríamos todos muito felizes”, disse.


Mais notícias