Qatar 2022

Ele foi artilheiro da Copa América, hoje é um fugitivo da polícia e pode ser preso

Por Jorge Dias

Ele foi artilheiro da Copa América, hoje é um fugitivo da polícia e pode ser preso

Ex-jogador da Seleção Brasileira é condenado por crime grave

Síguenos enSíguenos en Google News

Robinho é um dos grandes jogadores brasileiro do século. Entretanto, o ex-Santos manchou toda a sua história e hoje é um fugitivo da Justiça Italiana. Robinho foi condenando a nove anos de prisão por abuso de uma jovem. O crime aconteceu em 2013, quando o brasileiro era destaque do Milan. Apesar da condenação em última instância, o ex-jogador nunca foi preso, pois não vivia mais na Itália quando a decisão aconteceu. 

Atualmente, Robinho vive na Baixada Santista. A Constituição Brasileira não permite a extradição de cidadãos natos, e com isso, ele circula livremente. Entretanto, a Justiça Brasileira acatou um pedido para que Robinho cumpra a pena no Brasil.

Mais notícias do Futebol Brasileiro: 

Do lixo ao luxo, o jogador que passou fome e hoje é milionário, é impressionante

O carro mais caro de Neymar dá inveja ao de Lionel Messi, mesmo o argentino tendo Ferrari

Apesar do pedido ter sido acatado, especialistas dizem que dificilmente Robinho cumprirá a pena no Brasil. Em entrevista, o advogado da vítima disse que tem esperanças de que o brasileiro seja preso. “Para nós é absolutamente indiferente que a pena seja cumprida na Itália ou no Brasil. O importante é que seja cumprida. Mas nós estamos completamente confiantes”, afirmou Jacopo Gnocchi a CNN.

A condenção manchou toda a carreira de sucesso de Robinho e o impediu de encerrar a sua trajetória no Santos. O clube chegou a se acertar com o jogador, mas após protestos da torcida voltou atrás e desfez o acordo. 

Relembre o caso de Robinho

Em dezembro de 2020, Robinho foi condenado em última instância a nove anos de prisão pela Justiça Italiana por abuso. A principal prova contra o brasileiro foi a gravação de uma conversa de Robinho com amigos em que fala sobre o caso e confirmou o depoimento da vítima. 

 


Mais notícias