Qatar 2022

Dani Alves exige sua liberdade com um novo e inusitado argumento, que o afunda ainda mais

Por Romario Paz

Dani Alves exige sua liberdade com um novo e inusitado argumento, que o afunda ainda mais

Lateral-direito está detido há mais de 100 dias em Barcelona e tenta, mais uma vez, a liberdade provisória

Síguenos enSíguenos en Google News

Com 43 títulos em sua carreira, Daniel Alves é o jogador que mais conquistou taças na história do futebol. Nem o rei Pelé, nem Diego Maradona ou Johan Cruyff conquistaram tantos títulos em suas carreiras como o lateral-direito, que está preso preventivamente no Centro Penitenciário Brians 2, nos arredores de Barcelona, desde o dia 20 de janeiro. Ele é acusado de assédio por uma jovem de 23 anos.

O crime teria sido cometido no dia 30 de dezembro do ano passado, um dia após a morte do Rei do Futebol. Na Boate Sutton, em Barcelona, o lateral-direito teria cometido assédio contra a jovem, além de tê-la forçado a manter relações íntimas com ele, mesmo sem o consentimento dela. Apavorada em seu último depoimento, ela mal conseguia falar.

Mais notícias do Futebol Brasileiro:

Para surpreender, o jogador que estragou a estratégia do Flu e irritou Diniz

No Palmeiras, Roger Guedes tinha carrão de luxo, mas nem compara com agora, no Corinthians

Depois de ter dois pedidos de liberdade provisória negados pela Justiça de Barcelona, a defesa do jogador vai entrar com mais um pedido de soltura do brasileiro, e o motivo que os advogados liderados por Cristóbal Martell citam para que a promotoria conceda a soltura é totalmente absurdo, e causou revolta na vítima e em seus representantes.

Argumento absurdo

O jogador e sua defesa, desta vez, pediram a soltura provisória por argumentar que “uma mulher pode chorar por mil motivos diferentes”, referindo-se ao acontecido daquela noite e isentando o jogador brasileiro de qualquer culpa, segundo o jornal espanhol Marca. Recentemente, a modelo Joana Sanz, que era casada com Daniel desde 2015, anunciou a separação pelas redes sociais.

Tópicos


Mais notícias