Qatar 2022

Chocante, foi isso que o presidente do Real Madrid disse a Vinícius Júnior

Por Jorge Dias

Chocante, foi isso que o presidente do Real Madrid disse a Vinícius Júnior

Craque brasileiro se sente desprotegido na Espanha

Síguenos enSíguenos en Google News

No último fim de semana, Vinícius Júnior foi mais uma vez alvo de ataques racistas na Espanha, de acordo com a ESPN Brasil, o brasileiro se sente desprotegido no país e pessoas que cuidam da sua carreira cogitam a possibilidade de uma saída do Real Madrid. Visando demonstrar apoio e garantir a permanência de Vini JR, o presidente do Real, Florentino Pérez, se reuniu com o jogador nesta terça-feira, e prometeu que o clube irá até as ‘últimas consequências’. 

“O presidente do Real Madrid reuniu-se com Vinícius Junior para lhe mostrar o seu apoio e carinho, para o informar de todas as diligências que estão a ser tomadas na sua defesa e para confirmar que o clube irá até às últimas consequências perante tal situação nojenta de ódio”, publicou o clube em seu site oficial.

Mais notícias do Futebol Brasileiro: 

Enquanto sofre com racismo na Espanha, a casa de Luxo que Vini Jr tem que voltar todo dia

Enquanto Neymar defendeu Vini Jr, o brasileiro que apoiou os torcedores racistas

O apoio do Real Madrid acontece após o presidente da La Liga, Javier Tebas Medrano, criticar Vinícius Júnior. “Antes de criticar e insultar a LaLiga, é preciso que você se informe bem, Vini Jr. Não se deixe manipular e certifique-se de compreender plenamente as competências de cada um e o trabalho que temos feito juntos”, disse. 

Em resposta a Javier, Vinícius cobrou atitudes drásticas da La Liga. “Mais uma vez, em vez de criticar racistas, o presidente da LaLiga aparece nas redes sociais para me atacar… Não sou seu amigo para conversar sobre racismo. Quero ações e punições. Hashtag não me comove”, disse o brasileiro

Vinícius Júnior foi homenageado no Cristo Redentor

Os protestos contra o racismo enfrentado por Vinícius Júnior se espalhou pelo mundo. Na última segunda-feira, as luzes do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, foram apagadas em solidariedade ao jogador brasileiro. 

Tópicos


Mais notícias