Qatar 2022

Caso Vini Jr: o que faz a justiça espanhola após crime contra o brasileiro

Por Romario Paz

Caso Vini Jr: o que faz a justiça espanhola após crime contra o brasileiro

Após repercussão e muitos protestos, governo espanhol e RFEF tomam providências fortes

Síguenos enSíguenos en Google News

Depois dos lamentáveis episódios de domingo (21) no jogo entre Valencia e Real Madrid, a Espanha resolveu agir. Alguns torcedores dos “murciélagos” (morcegos, em espanhol) e até do Atlético de Madrid foram presos por injúria racial contra o atacante Vinicius Junior. No clássico da capital, válido pela Copa do Rei, torcedores colchoneros penduraram um boneco do ex-flamenguista de cabeça pra baixo e o ameaçaram de morte.

Já na partida contra o Valencia, onde o Real perdeu por 1 a 0 no Mestalla, o estádio inteiro entoou cânticos racistas contra o jogador brasileiro desde antes do começo da partida. Na chegada do ônibus madridista, torcedores organizados do Valencia começaram a xingar o atacante de “macaco” enquanto os jogadores blancos desembarcavam do veículo.

Mais notícias do Futebol Brasileiro:

Para surpreender, o jogador que estragou a estratégia do Flu e irritou Diniz

Ele era a esperança do Grêmio, mas se lesionou contra o Cruzeiro pela terceira vez no ano

No jogo contra o Atlético, torcedores organizados penduraram um boneco preto enforcado, vestido com a camisa do Real com o número 20, usado por Vini Jr no time rival. O boneco foi pendurado em uma ponte perto do CT do Real Madrid, em Valdedebas. Uma faixa grudada estampava os dizeres: “Madrid odeia o Real e Vinicius”.

O buraco é mais fundo

Já os torcedores do Valencia que foram detidos após insultarem o jogador revelado pelo Flamengo, além de responder por injúria racial, vão responder também por apologia ao nazismo, pois a torcida uniformizada a qual pertencem costumava postar fotos com bandeiras com a suástica nazista e proferir ódio contra atletas negros e também contra atletas judeus.

Tópicos


Mais notícias