Qatar 2022

Após caso de racismo, Vini Jr se manifesta

Por Romario Paz

Após caso de racismo, Vini Jr se manifesta

Brasileiro voltou a ser alvo de racismo no Campeonato Espanhol

Síguenos enSíguenos en Google News

Mais uma vez, Vinicius Junior segue sendo alvo de torcedores racistas na Espanha. Na derrota do Real Madrid para o Valencia, pela 35ª rodada do Campeonato Espanhol, o craque brasileiro foi perseguido durante os 90 minutos da partida, recebendo ofensas e sendo chamado de “macaco” por todo o Estádio Mestalla. Inclusive, chegou a chorar com o acontecido.

Dentro de campo, o time da casa venceu os atuais campeões da Europa por 1 a 0, mas o futebol ficou em segundo plano com as ofensas ao brasileiro revelado pelo Flamengo. Ele disse que sairia de campo, e foi contido pelos outros jogadores do elenco. O meia Lucas Vázquez, totalmente revoltado, discutiu asperamente com torcedores do Valencia que xingavam o atacante da Seleção Brasileira, dizendo: “Vocês são uma vergonha para a Espanha!”.

Mais notícias do Futebol Brasileiro:

Nem pintado: o campeão mundial pelo Timão que a torcida quer ver fora do clube

Inacreditável, a decisão de Luxemburgo que irritou a torcida do Corinthians

O goleiro Thibaut Courtois chegou a dizer na zona mista, que se o camisa 20 se retirasse de campo, ele tomaria a mesma atitude e sairia junto, pois não admite qualquer tipo de ofensa racial. Nas redes sociais, o presidente da La Liga, Javier Tebas, se isentou e disse que a entidade não é racista, recebendo uma enxurrada de comentários revoltados de brasileiros e de madridistas. O brasileiro revidou uma agressão do goleiro adversário, que lhe deu um "mata-leão" e só ele levou cartão vermelho. Na saída, provocou a torcida valenciana, que luta contra o rebaixamento.

De saída?

Nas redes sociais, Vini Jr fez uma postagem dizendo que não tolera mais qualquer tipo de ofensa racial contra ele, que vem sofrendo com isso desde o momento em que começou a despontar com a camisa do Real Madrid, agradeceu ao apoio das pessoas de bem e disse que sua luta contra os racistas vai continuar, mesmo que “longe daqui”, dando a entender que pode deixar o clube espanhol.

Tópicos


Mais notícias