Lendas

Ganhou a Copa do Mundo, a Libertadores e fatura alto com sua própria cerveja

Por Romario Paz

Ganhou a Copa do Mundo, a Libertadores e fatura alto com sua própria cerveja

Jogador ficou perto de defender grande clube europeu, mas recusou

Síguenos enSíguenos en Google News

Ganhar a Copa do Mundo é o ápice da carreira de um jogador de futebol. E conquistar a Copa Libertadores da América então? É a Glória Eterna para um jogador que atua no futebol brasileiro. E pra quem tem as duas taças em sua galeria então? Um dos campeões mundiais em 2002 pela Seleção Brasileira tem o privilégio de ter essas duas taças em sua galeria particular em casa.

Marcos surgiu no Palmeiras muito novo, sendo reserva no começo dos anos 1990, quando conquistou três títulos do Campeonato Paulista, em 1993, 1994 e 1996, além dos dois títulos do Campeonato Brasileiro em 1993 e 1994. Seria titular absoluto no gol alviverde a partir de 1999, pela Copa Libertadores da América, onde se tornaria “São Marcos”, e sendo eternizado com a conquista continental.

Mais notícias de Lendas:

O carro mais humilde deixado por Pelé: colecionadores obcecados oferecem uma fortuna

Ganhou a Copa do Mundo, brilhou pelo São Paulo e faz sucesso com restaurante de luxo

Pela Seleção Brasileira, conquistou a Copa América em 1999 e a Copa das Confederações, em 2005, ambas como reserva. Porém, o seu ápice aconteceu com a conquista do Mundial. Sofreu apenas três gols em sete jogos, foi eleito o terceiro melhor goleiro do torneio e saiu campeão ao final, com uma vitória por 2 a 0 sobre a Alemanha na grande decisão da Copa, em Yokohama.

Depois das chuteiras

Pouco depois do título, chegou a ir para a Inglaterra para um período de testes no Arsenal, após o Verdão receber uma proposta de US$ 4 milhões para vende-lo. Mesmo assim, o jogador não quis deixar o clube, que havia sido rebaixado para a segunda divisão. Fora dos gramados, inaugurou a sua própria marca de cerveja, a Cerveja 12.

Tópicos


Mais notícias