Jogadores

Se Ramon Menezes faz tudo errado, como Endrick salvou a Seleção Brasileira

Por Romario Paz

Se Ramon Menezes faz tudo errado, como Endrick salvou a Seleção Brasileira

O astro do Palmeiras está disputando o pré-olímpico com a seleção

Síguenos enSíguenos en Google News

O Brasil enfrentou a Venezuela no Pré-Olímpico com uma escalação que priorizava a qualidade e a ofensividade, uma escolha compreensível dada a situação delicada do time no torneio. No entanto, apesar da presença de jogadores talentosos, a falta de organização e jogo coletivo mais uma vez ficaram evidentes.

No início da partida, o Brasil demonstrou promessa com uma jogada bem construída que quase resultou em gol, mas logo a Venezuela ajustou sua marcação e começou a criar oportunidades. A fragilidade defensiva da equipe brasileira ficou exposta, especialmente nas laterais, onde a Venezuela explorou espaços e criou chances de gol.

No entanto, foi em um momento de pressão venezuelana que o Brasil conseguiu abrir o placar, com Maurício aproveitando um rebote após uma jogada individual de Pirani. A Venezuela empatou pouco depois, mas teve um gol anulado pelo VAR por impedimento.

Endrick foi o destaque do Brasil na vitória heroica contra a Venezuela

O jogo parecia caminhar para um empate até que Endrick fez um passe decisivo para Biro marcar o segundo gol do Brasil e garantir a vitória por 2 a 1. Agora, a Seleção de Ramon Menezes enfrentará a Argentina em um confronto crucial, precisando da vitória para garantir sua vaga em Paris-2024 sem depender do resultado de Paraguai x Venezuela.


Mais notícias