Jogadores

A mensagem subliminar do presidente da França a Kylian Mbappé é revelada

Por Romario Paz

Macron e Mbappé

Kylian Mbappé teve reunião importante com presidente da França

Síguenos enSíguenos en Google News

O atacante Kylian Mbappé começou a se destacar no futebol na temporada 2016/17. Dessa forma, defendendo as cores do Monaco, Mbappé levou o clube até as semifinais da Liga dos Campeões e ainda ganhou o Campeonato Francês. Assim, o Paris Saint-Germain demonstrou interesse no jogador e venceu a concorrência do Real Madrid, pagando 180 milhões de euros, a segunda transferência mais cara do futebol.

Inicialmente, Mbappé chegou ao PSG para ser coadjuvante e parceiro do brasileiro Neymar Junior. No entanto, Kylian assumiu o protagonismo e virou a estrela principal do Paris. Ele é o maior artilheiro da história do clube. No entanto, Mbappé sempre disse que seu sonho um dia era jogar pelo Real Madrid.

O clube espanhol tentou Mbappé em 2017, 2021 e 2022, mas não obteve sucesso. Mas, agora, segundo as notícias, Kylian não vai renovar o contrato com o PSG que termina no dia 30/06/2024 e o destino provável é o Real. De acordo com o jornal MARCA, o craque já assinou contrato com os merengues.

Porém, ontem (27), um jantar aconteceu e chamou atenção. Estiveram reunidos Kylian Mbappé, o presidente da França Emmanuel Macron, o dono do PSG e Emir do Catar Tamim bin Hamad al-Thani, e o presidente do PSG, Nasser Al-Khelaifi. Logo, o jantar de gala aconteceu no Palácio Élysée. A reunião de grandes personalidades, de acordo com a mídia francesa, seria para uma última cartada, na tentativa de fazer Mbappé seguir no Paris Saint-Germain.

Macron e Emir do Catar deixam mensagem subliminar para Mbappé

Neste sentido, o jornal francês RMC revelou que o Presidente Emannuel Macron teria dito a Kyiian Mbappé a seguinte frase: “Você vai criar problema para nós.” Já o Emir do Catar falou com Mbappé sobre a ida para o Real Madrid: “Boa sorte.”

Cabe lembrar que a França será a sede das Olímpiadas a partir do dia 26 de julho até 11 de agosto.


Mais notícias