Copas

Definidas as equipes que avançam para a 3ª fase da Copinha, tem time da Série A que já caiu fora. Confira os classificados

Noite de quinta-feira serviu para definir os últimos clubes que seguem no maior e mais tradicional campeonato de base do futebol nacional

Última vez que o Tricolor Paulista venceu a Copinha, em 2019
Última vez que o Tricolor Paulista venceu a Copinha, em 2019

De 128, restam 32

A Copa São Paulo de Futebol Júnior, famosa Copinha, avança de fase e começa a ficar com confrontos mais interessantes e equilibrados. A competição que começou com 128 equipes divididas em 32 grupos no dia 2 de janeiro, segue afunilando até o próximo dia 25, aniversário da capital Paulista. Assim, os últimos confrontos da segunda fase (ou 32 avos de final) foram realizados nesta quinta-feira e definiram quais times que ainda seguem sonhando com o título.

O São Paulo foi o último classificado, com uma vitória sobre o EC São Bernardo por 3 a 0. O Tricolor é tetracampeão da Copinha (1993, 2000, 2010 e 2019). Os maiores vencedores da Copinha são o Corinthians (dez títulos), Fluminense e Internacional (cinco títulos cada) e Flamengo, que está empatado com o São Paulo com quatro conquistas. Todos avançaram e continuam com a tradição de formação de bons jogadores em suas categorias de base. Este ano, excepcionalmente, a Copa São Paulo é disputada com jogadores até 21 anos pois ano passado não teve a competição devido à pandemia de Covid-19. Nas edições mais recentes a idade-limite era 20 anos.

Classificados e confrontos

Confira os times classificados para a terceira fase da Copinha, já emparelhados em confrontos com a data, horário e cidade que as partidas serão realizadas:

O regulamento da Copinha determina a disputa em jogo único, caso termine empatado, cobranças alternadas de pênaltis decidirão qual time avança ou fica pelo caminho.

Nem toda elite tem base boa

Tem uma máxima do futebol brasileiro que diz: "Craque se faz em casa". Esse pensamento vale tanto quando desponta um talento como Neymar ou Vinícius Jr, que dispuram a Copinha e hoje são superestrelas, como quando o time está em crise e não tem dinheiro para contratar outros talentos.

E outro pensamento comum a quem acompanha futebol nacional é que certamente os times de Série A são os que têm melhor base e revelam mais jogadores. Portanto, estariam todos os 20 clubes da elite brasileira classificados para essa fase da Copinha, certo? Errado! Um ponto curioso é justamente se atentar a quais clubes que disputam a primeira divisão já foram eliminados.

Por exemplo, o Athletico Paranaense, atual campeão da Copa Sul-Americana, enfrentou o América-MG e caiu fora nos pênaltis, depois de 1 a 1 no tempo regular. Outra surpresa foi o Atlético-MG, campeão brasileiro e da Copa do Brasil, perdeu por 3 a 1 para o Mirassol. O Fortaleza foi destaque positivo no Brasileirão passado, mas negativo na Copinha, ao se despedir enfrentando o Resende.

O Avaí  (voltou à elite em 2021) será que aproveitará algum de seus jovens, pensando em sua permanência, depois de perder para a Portuguesa? Situação semelhante vive o Coritiba, que foi superado por outro clube da capital paulista, o tradicional Juventus, da Moóca. O Goiás, também subíu da Série B, mas não passou da fase de grupos, assim como o Juventude.

E o que dizer da base do Red Bull Bragantino? Dinheiro e estrutura não faltam, mas sucumbiu ao Cruzeiro, ironicamente o clube que mais vem se afundando nos últimos anos. O Ceará, outro emergente, que não superou o Desportivo Brasil. O Cuiabá nem participou da Copinha. Ou seja, metade dos times de Série A não estão mais na competição.

Leia mais sobre um dos craques dessa Copinha:

Real Madrid disposto a gastar rios de dinheiro por joia do Palmeiras

O lendário atacante de Copa do Mundo que se rendeu à jovem promessa do Palmeiras

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias