Brasileirão

Ganhou a Copa do Mundo, esnobou a Europa e ganha a vida com clínica

Por Romario Paz

Ganhou a Copa do Mundo, esnobou a Europa e ganha a vida com clínica

Jogador foi grande destaque na conquista do penta em 2002

Síguenos enSíguenos en Google News

Em junho de 2023, o pentacampeonato da Seleção Brasileira vai completar 21 anos. Aquela conquista colocou o futebol brasileiro mais uma vez no topo do mundo e coroou a superação de Ronaldo Fenômeno, que anos antes havia sofrido uma grave lesão no joelho e seu retorno ao futebol estava em risco sério.

Além do Fenômeno, vários outros jogadores se destacaram, como Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho, Roberto Carlos, Cafu, Gilberto Silva e Marcos. O goleiro do Palmeiras, que foi campeão da Copa Libertadores da América em 1998 com o manto alviverde, se transformou em ídolo nacional com a conquista do Mundial na Ásia.

Mais notícias do Futebol Brasileiro:

Inacreditável, o jogador que custou milhões mas não joga nada e atrapalha o Corinthians

Clima tenso, o protesto da torcida do Flamengo que pode derrubar Marcos Braz

Marcos foi titular nos sete jogos do Brasil no torneio, e foi um dos goleiros menos vazados da competição, levando apenas três gols em toda a campanha e ficando em terceiro lugar na eleição de melhores goleiros do torneio, atrás do alemão Oliver Kahn e do turco Rustü Reçber. Depois da Copa, chegou a ter tudo acertado com o Arsenal, mas acabou recusando por amor ao Verdão.

Depois das chuteiras

O arqueiro lendário se aposentou em 2011, fazendo o seu último jogo profissional com a camisa do Verdazzo. Em 2012, fez seu jogo de despedida entre o Palmeiras de 1999 e a Seleção Brasileira de 2002. Ao se aposentar, abriu uma clínica de fisioterapia para ajudar atletas e ex-atletas em situação financeira ruim, além de ter a sua própria marca de cervejas.

Tópicos


Mais notícias