Brasileirão

Ele pode ser o treinador da Seleção Brasileira, e agora joga tudo no ventilador

Por Jorge Dias

Ele pode ser o treinador da Seleção Brasileira, e agora joga tudo no ventilador

Fernando Diniz criticou bastante a Conmebol 

Síguenos enSíguenos en Google News

Nesta quinta-feira, o Fluminense foi derrotado por 1 a 0 pelo The Strongest em La Paz, na Bolívia, pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores. Após a derrota, Fernando Diniz fez duras críticas a Conmebol e disse que é ‘desumo’ jogar na altitude. “Jogar nesse tipo de altitude é sempre uma coisa quase criminosa. Ninguém está preparado para isso. Os times estão no nível do mar e quando você vem pra cá, é outro esporte. Por isso que os times daqui, em casa, fazem o tanto de pontos que eles fazem historicamente”.

Diniz ainda citou o River Plate como exemplo e disse que o nível técnico do jogo cai muito. “O River veio jogar aqui na estreia, com o time titular, tomou três e poderia ter tomado mais porque é muito diferente o jogo. E não é só o desgaste físico, o jogo muda completamente. Todo mundo erra passe que não erra no nível do mar. Cai, de maneira drástica, a qualidade do jogo”.

Mais notícias do Futebol Brasileiro: 

Caso o United tenha Neymar, a disputa de carros de luxo com Casemiro, custam milhões

Com Chelsea no fundo do poço e Andrey emprestado ao Vasco, seu novo valor é surpreendente

Por fim, Diniz disse que não é aceitável jogar na altitude de La Paz, e que os clubes só vão porque é obrigatório. “Não sei qual é a medida... mas não dá para jogar aqui. As pessoas vêm porque é obrigado a vir jogar. Mas não é uma coisa aceitável jogar acima de 3 mil metros”.

Agora, o Fluminense volta à campo no domingo, às 16h, diante do Corinthians, na Arena Neo Química, pelo Campeonato Brasileiro. 

Fernando Diniz é um dos cotados para a Seleção Brasileira

Com o bom trabalho que vem fazendo no Fluminense, Fernando Diniz é um dos possíveis nomes para comandar a Seleção Brasileira. Além dele, Abel Ferreira, do Palmeiras, Luis Henrique, ex-treinador da Espanha e Jorge Jesus, também estão no radar da CBF.


Mais notícias