Série A > Palmeiras

Saiba quanto e por que o Palmeiras deve à patrocinadora

Dívida já foi de R$ 172 milhões em 2019, mas só vem caindo  

Clube vem liquidando divida com a Crefisa
Clube vem liquidando divida com a Crefisa

O Palmeiras está empenhado em pagar a dívida que tem com a patrocinadora, a Crefisa, e abaterá, ao final desse ano, mais de R$ 50 milhões do déficit com a empresa. Mas por que o Palmeiras deve à Crefisa e de quanto é essa dívida, se perguntaria o torcedor mais desavisado. 

Bom, a princípio, essa história começou quando o clube pagou em 2017 cerca de R$ 10 milhões ao Coritiba para contratar o zagueiro Juninho, que viria suprir a ausência de Victor Hugo, negociado à época com a Fiorentina. O dinheiro da transação com o clube paranaense foi com investimento da Crefisa.

Foto: Reprodução - Maurício Galiotte quer entregar o clube saudavel financeiramente à próxima gestão

No entanto, em 2018, o Conselho Deliberativo do Palmeiras caracterizou qualquer aplicação da patrocinadora em transações de atletas como sendo uma nova dívida contraída pelo clube e, no balanço de 2020, o valor do défice era de R$ 161, 3 milhões.  

Contudo, o valor já foi maior. Em 2019 a dívida chegou a mais de R$ 172 milhões, contudo, desde então, nunca esteve tão ou maior que que isso, já que a direção do Verdão vem saldando a dívida e com a venda de Juninho ao Midtjylland, novos R$ 50 milhões serão abatidos. 

Com novas vendas, repasses de transações e parcelas de transferências de jogadores que deixaram a equipe, o Palmeiras prevê que até o final de dezembro, o valor diminuirá para R$ 119 milhões e em fevereiro do ano que vem, estará abaixo dos R$ 110 milhões. Com o fim do mandato de Maurício Galiotte no final desse o ano, o presidente tem a intenção de entregar um clube com boa saúde financeira. 

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias