Série A > Serie A

Inacreditável! Dirigente do Fluminense fala que Paulo Henrique Ganso gosta de derrubar treinadores e cria clima insustentável para o jogador

Jogador saiu de campo descontente ao sair de campo no último sábado (17)

Jogador saiu irritado de campo uma vez mais
Jogador saiu irritado de campo uma vez mais

O Fluminense perdeu no último sábado (17) em casa para o Grêmio por 1x0 e a situação ficou pior após o vice-presidente geral do clube, Celso Barros, atacar pelas redes sociais o meia Paulo Henrique Ganso. O dirigente criticou a postura de Ganso ao sair de campo quando, mais uma vez, ficou irritado por ser substituído. 

“E mais uma vez, o meia Ganso reclamou ao ser substituído. Quem deveria reclamar era é a torcida do Fluminense, porque o atleta em dois anos e meio de contrato não jogou nada”, iniciou Celso Barros.

Foto: Vice-presidente do Fluminense disparou contra o meia após sair de campo irritado

“Além disso, Ganso é um sonso! Gosta de derrubar técnicos e até dirigentes. Quando estive no futebol do Flu, ele procurou me indispor com o grupo, porque não se conformava com a saída do técnico Fernando Diniz”, disparou o vice-presidente do Fluminense. 

Paulo Henrique Ganso foi escalado como titular porque o técnico Roger Machado poupo alguns atletas visando a partida contra o Cerro Porteño, na próxima terça-feira (20), pela Copa Libertadores. O jogador foi substituído aos 24 minutos do segundo tempo. 

O técnico Roger Machado, quando perguntado sobre a irritação de Paulo Henrique Ganso, minimizou e afirmou que é necessário parar de polemizar esse tipo de situação. “Antes eram três jogadores que saiam sem gostar, agora são cinco. O atleta não gostar de sair é fato, ainda mais quando ele acredita que está se sentindo bem em campo”, ponderou o treinador.

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias